Prefeitura acelera ritmo da obra de alargamento na Efigênio Salles

Por Prefeitura de Manaus

30/05/2023 11h12

As obras de alargamento da avenida Efigênio Salles chegam a 40% do projeto executado. Nesta terça-feira, 30/5, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), avança para mais um trecho de 160 metros de extensão da nova faixa. A meta é concretar, ainda esta semana, ao menos 150 metros dessa nova faixa, com a instalação de mais 72 divisores de concreto. A intervenção será realizada no horário noturno, para não impactar o fluxo do trânsito na avenida.

“Para uma grande intervenção como essa, a equipe técnica da Seminf realizou um estudo minucioso, dada a importância da via, um dos principais corredores viários da cidade. Montamos um cronograma junto ao Instituto Municipal de Mobilidade Urbana, para impactar o mínimo possível o trânsito da área”, explica o secretário de Obras, Renato Junior.

“Montamos uma logística para que as estruturas de concreto e metálicas da passarela, que são pré-moldadas, sejam fabricadas em outro local e transportadas para a Efigênio Salles para a instalação. Tudo foi pensado previamente, para entregarmos a obra o mais rápido possível, considerando a segurança, tanto dos trabalhadores quanto dos pedestres, conforme determina o prefeito David Almeida”, acrescenta o secretário.

Os divisores de concreto pesam cerca de duas toneladas. As equipes implantaram, até esta manhã, 144 toneladas.

A avenida é alargada em uma faixa, na extensão de 1,2 quilômetro, sentido Centro–bairro, no trecho a partir da avenida Mário Ypiranga Monteiro até a avenida Via Láctea.

Em paralelo, as obras de construção da passarela prosseguem, durante o dia, em frente ao Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), para otimizar a travessia dos pedestres, atualmente feita pela faixa de pedestres e pelo semáforo, que é um dos principais gargalos do fluxo de veículos na via.

A estrutura da passarela é executada com estacas profundas, com a implantação de oito pilares em concreto pré-moldado. Neste mês de junho, o corpo técnico prevê montagem de outros oito pilares das escadas. A passarela terá dois elevadores, na lateral da via, um em cada lado, para promover a acessibilidade às pessoas que usam cadeira de rodas.

A obra envolve desapropriações, remanejamento de rede elétrica, readequação de redes hidráulicas e pluviais, sendo realizadas em conjunto com as equipes das concessionárias. O projeto consta no prazo de execução, com a conclusão prevista para outubro deste ano.

— — —

Texto – Valesca Martins/Seminf
Fotos – Márcio Melo/Seminf
Disponíveis emhttps://flic.kr/s/aHBqjAFTgg