Manausprev bate recorde em rendimentos e deixa carteira com saldo de R$ 1,5 bilhão

Por Prefeitura de Manaus

15/03/2024 11h24

Icone audio
Manausprev
#paratodosverem – Imagem da fachada da sede da Manaus Previdência

A Manaus Previdência, autarquia da administração indireta da Prefeitura de Manaus, bateu recorde histórico em rentabilidade e conseguiu mais de R$ 207 milhões em rendimentos no mercado financeiro em 2023. Considerando o período iniciado em 2013 até o ano passado, este último foi o melhor em termos de rendimentos, cujo saldo da carteira fechou em R$ 1,5 bilhão.

Com o resultado expressivo, o percentual de crescimento do Fundo Previdenciário (Fprev), foi de 15,78%, o maior dentre as carteiras de investimentos da região Norte, levando-se em conta os Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) de estados e capitais, categoria da qual a Manausprev faz parte.

Segundo a diretora-presidente da autarquia, Daniela Benayon, o resultado positivo tem sido recorrente e vem crescendo devido às estratégias adotadas pela Superintendência de Investimentos, Comitê de Investimentos da Manausprev (Cominv) e direção, além da orientação da gestão do prefeito David Almeida de fortalecer a transparência.

“O resultado alcançado na rentabilidade da carteira de investimentos da previdência municipal é fruto do trabalho técnico qualificado realizado pela superintendência, comitê e gestão. Todos os membros envolvidos nas escolhas de investimentos possuem certificação no mercado financeiro e elevada capacidade técnica. Isso dá tranquilidade para fazer as escolhas mais adequadas e garantir o pagamento dos benefícios atuais e futuros para os segurados vinculados ao fundo previdenciário”, explica Benayon.

A Manaus Previdência realiza o acompanhamento do cenário macroeconômico, posicionando a maior parte da carteira em títulos públicos federais e fundos de investimentos de renda fixa, além de posições em renda variável, como fundos de ações no Brasil, de BDR (Brazilian Depositary Receipt) e de investimentos em participações.

Para o superintendente de Investimentos e presidente do Cominv, Flávio Castro, neste ano, a estratégia do comitê permanece a mesma, ou seja, de alocar a maior parte da carteira em ativos com baixa volatilidade e o restante em renda variável no Brasil e no exterior.

“Estamos otimistas com 2024 e esperamos ter bons resultados para a carteira, contribuindo com a solidez do Plano Previdenciário e garantindo recursos necessários ao cumprimento das obrigações futuras da Manaus Previdência que são as aposentadorias e as pensões”, aponta.

— — —

Texto – Renata Felix / Manaus Previdência

Foto – João Viana / Semcom

Disponível em – https://flic.kr/p/2pCU6RU