Prefeito anuncia início dos trabalhos emergenciais de contenção de erosão em áreas de risco

Por Prefeitura de Manaus

13/03/2023 20h56

Icone audio

O prefeito de Manaus, David Almeida, realizou, na tarde desta segunda-feira, 13/3, uma série de fiscalizações em áreas catalogadas que devem receber serviços de contenção de erosão e recuperação para evitar mais tragédias. Na rua Pinto D’Água, no bairro Jorge Teixeira, zona Leste, onde 11 casas foram soterradas, equipes da força-tarefa da prefeitura realizam a interdição do espaço para o início das obras.

“Nós tínhamos, hoje à tarde, uma previsão, felizmente não cumprida, de precipitação de chuva, maior que o volume que caiu ontem. Não caiu a chuva, fez sol, nós conseguimos remover todas as famílias, praticamente de todas as casas que precisamos demolir. Já alocamos as pessoas em prédio da prefeitura, para começarmos a pagar o Auxílio Aluguel dando todo o suporte necessário”, disse Almeida que completou ainda que, na mesma rua, outras intervenções também serão realizadas. “Na mesma rua, a Topázio, nós vamos fazer três intervenções, já foi feito uma intervenção em anos anteriores, tem um talude construído de 50 metros, só que a área é muito grande e agora vamos buscar uma intervenção para resolver definitivamente este problema”, pontuou.

Em seguida, o chefe do Executivo Municipal visitou a rua Enchova, no bairro Santa Inês, também na zona Leste da cidade. As áreas serão recuperadas com serviços de drenagem e aterro, para evitar, assim, novas erosões.

“Nós tínhamos 79 áreas como essa, fizemos a intervenção com recursos da própria prefeitura, em 17 comunidades como essa, ainda temos 62 áreas, e já estou dando a ordem de serviço nessas áreas. Acabei de assinar o decreto de emergência e amanhã temos a esperança de uma sinalização positiva do Governo Federal para que possa nos ajudar em, aproximadamente, mais 20 áreas como essa na nossa cidade”, frisou o prefeito.

O serviço, que está sendo estendido para outras áreas da capital amazonense, vai contemplar também, a rua Mirra, na comunidade João Paulo. Além dos serviços de recuperação, o espaço vai receber uma área de lazer, playground e academia ao ar livre, para oferecer recreação para a população do entorno.

“Essa aqui é uma das áreas que nós vamos entrar, onde temos duas ações a serem feitas. São problemas como este que a gente tem enfrentado na nossa cidade. Vamos fazer, simultaneamente, a recuperação de seis áreas nos próximos dias. Vamos dar a ordem de serviço para iniciar a contenção e transformar em local de convivência como estamos fazendo nas outras comunidades que estamos trabalhando”, assegurou.

Assistência

Para atender as mais de 70 famílias identificadas que moram na área, a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência social e cidadania (Semasc) realiza o cadastro para o Auxílio Aluguel e segue dando apoio a essas famílias, que estão locadas na Escola Municipal Helena Augusta Walcott, localizada na avenida Itaúba, bairro Jorge Teixeira. No local, as famílias recebem itens eventuais de urgência, como kits higiênicos, colchões e cestas básicas.

“Eu pedi celeridade na tramitação da documentação para poder pagar o Auxílio Aluguel mais rápido possível. Amanhã, estou indo até Brasília na esperança de receber recursos para a construção de moradias para abrigar essas pessoas que foram vitimizadas. Estou muito otimista, assinei o decreto de Estado de Emergência e conversei com o ministro Waldez Góes, com quem tenho uma audiência marcada, amanhã, ao meio-dia, e no final da tarde com o presidente Lula, a quem eu quero sensibilizar para que olhe para Manaus”, finalizou o prefeito.