Prefeitura intensifica obra em rip-rap e inicia operação para reconstruir ponte que desabou na rua Rio Pitinga no São José

Por Prefeitura de Manaus

20/05/2024 15h11

Icone audio
Obras
#paratodosverem – Máquina da Seminf executando obras na rua Rio Pitinga, no bairro São José, zona Leste

As fortes chuvas do último fim de semana e o excesso de lixo descartado de forma irregular corroboraram para o comprometimento da estrutura de uma ponte sobre o igarapé da rua Rio Pitinga, no bairro São José, zona Leste. Em pronta-resposta, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), atua desde das primeiras horas desta segunda-feira, 20/5, na recuperação da área, a partir da implantação da linha dupla de dez metros de aduelas em concreto armado, e na intensificação da obra já em andamento de contenção com rip-rap do leito.

Em vistoria ao trecho em obras, o secretário de Obras, Renato Junior, acompanha a chegada das máquinas e direciona a equipe rumo ao plano de ação. 

“Foram identificadas 24 casas em situação de risco de desmoronamento. Nós estamos há cinco meses trabalhando nessa área e, inclusive, já implantamos 200 metros de rip-rap no leito. A pretensão é chegar a 800 metros. A Seminf atua em conjunto à Defesa Civil para cadastrar as famílias afetadas e beneficiá-las com auxílio-aluguel”, afirma Renato Junior. 

Conforme o secretário da Seminf, as equipes dos 18 distritos de obras envolvidas na ação preveem que a obra seja concluída dentro de uma semana. 

“A chuva veio com um volume estarrecedor, juntamente com o lixo, que provocou uma grande pressão em cima do tabuleiro e do gabião, que rompeu. A gestão do prefeito David Almeida está aqui para recompor a drenagem. Acionamos a concessionária Águas de Manaus para fazer manutenção nos tubos de água”, complementa. 

Uma escavadeira hidráulica realiza a escavação e a limpeza do trecho. Um acesso começa a tomar forma para a implantação de 20 aduelas em concreto armado. Essa etapa é crucial para a reconstrução da ponta e a retomada da trafegabilidade na via. Outra frente atua na colocação de 800 metros de rip-rap na encosta do igarapé que, de acordo com os moradores, não recebia manutenção há mais de 30 anos. 

Maria Antônia, de 54 anos, conta que tem de conviver em meio à insegurança.

“Eu moro aqui há 35 anos e durante todo esse tempo a gente sofria com alagamentos. Eu tive que deixar a minha casa duas vezes. Muitas gestões passaram por aqui, prometeram e não fizeram nada. Somente na gestão do prefeito David Almeida e do secretário de Obras, Renato Junior, que estamos vendo acontecer. Só temos de agradecer”, relata a moradora. 

Segundo Renato Junior, essas pontes seguem um fluxo contrário ao igarapé. Ele afirmou ainda que duas pontes já foram construídas e seguirão fazendo essa e outras duas mais na frente. “Assim, a gente vai seguindo, trabalhando, devolvendo a dignidade para as pessoas, que estão há 25 anos esperando por uma atenção e nunca tinham visto a prefeitura aqui dentro. É a primeira vez que estão vendo, nós estamos aqui há muitos meses e vamos continuar até que o nosso trabalho seja finalizado”, concluiu o secretário.

— — —

Texto – Rayana Coutinho/Seminf 

Fotos – Márcio Melo/Seminf

Disponíveis emhttps://flic.kr/s/aHBqjBrbCM