Notícias

Visa Manaus verifica descarte ilegal de resíduos de material de serviços em saúde na zona Oeste 

A Vigilância Sanitária da Prefeitura de Manaus (Visa Manaus) está apurando o descarte ilegal de algodão, embalagens de medicamentos e seringas, em uma lixeira em frente à Unidade Básica de Saúde (UBS) O-46, localizada na rua Raimundo Maia, Parque São Pedro, Tarumã, zona Oeste da cidade.

 

 

 

Os materiais foram descartados na lixeira, que é de tipo comum, não sendo adequada para o armazenamento de resíduos de serviços de saúde, durante o fim de semana, quando a equipe da UBS estava de folga. O Distrito de Saúde Oeste (Disa Oeste), responsável pela unidade, registrou um Boletim de Ocorrência (BO) sobre o ocorrido.

 

No local, foram encontradas várias caixas de papelão, contendo itens como algodão, embalagens de medicamentos e até seringas, armazenados sem qualquer proteção, expostos ao alcance da população.

 

Segundo o fiscal de saúde Silvio Chaves, da Gerência de Vigilância de Produtos (GVPRO) da Visa Manaus, as caixas apresentavam endereços de empresas particulares da área farmacêutico-hospitalar da cidade.

 

“Nós iremos relatar a situação para o setor de Vigilância de Medicamentos da Visa, a fim de que se inspecionem os endereços identificados nas caixas e se apurem responsabilidades sobre essa ação, a qual se configura como uma infração sanitária gravemente prejudicial aos moradores do entorno da unidade, sobretudo pela possibilidade de exposição a material biológico, que representa risco potencial de acidentes”, explica.

 

A fiscal da Visa, Elzamira Brilhante, reforçou que o descarte de resíduos de serviços de saúde precisa obedecer às determinações contidas nas normas do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS), sobretudo a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) de nº 222/2018, que dispõe sobre boas práticas para o gerenciamento de resíduos nos serviços de saúde.

 

“Este documento regulamenta as especificações para a construção de abrigos externos para esse tipo de resíduo, os quais são estruturas instaladas nas unidades de saúde, com acesso restrito, fora do alcance da população”, esclareceu a fiscal.

 

Denúncias

 

A população de Manaus pode denunciar irregularidades sanitárias relativas a produtos e serviços por meio da Ouvidoria da Visa Manaus, no número (92) 98842-8481, ou pelo e-mail visamanaus.ouvidoria@gmail.com.

 

 

— — — 

Texto – Renildo Rodrigues / Semsa

Fotos – Divulgação / Semsa  

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse