Notícias

Serviço de diagnóstico do câncer de mama é apresentado pela prefeitura para o Conselho Municipal de Saúde

A Prefeitura de Manaus realizou, na manhã desta quarta-feira, 27/7, a apresentação do Serviço de Referência para Diagnóstico de Câncer de Mama, inaugurado no mês de fevereiro, para a plenária do Conselho Municipal de Saúde (CMS/Manaus). A apresentação foi conduzida pela chefe da Divisão de Atenção à Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), enfermeira Lúcia Freitas, que descreveu o funcionamento do serviço na capital e os benefícios para a população.

 

 

“O serviço já funciona em duas policlínicas, com financiamento da Prefeitura de Manaus, mas precisamos fazer a habilitação junto ao Ministério da Saúde, para que seja possível receber recursos federais que vão ajudar na melhoria do atendimento à população. Uma das etapas do processo de habilitação foi a deliberação e aprovação do projeto por parte do CMS, o que ocorreu nesta 7ª Assembleia Ordinária”, explicou a chefe de Atenção à Saúde da Mulher.

 

A programação ocorreu durante a 7ª Assembleia Geral Ordinária do CMS/Manaus, no Complexo de Saúde Oeste, localizado no conjunto Santos Dumont, no bairro da Paz, zona Centro-Oeste, direcionada para os conselheiros municipais de saúde que representam os gestores, trabalhadores e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Serviço

 

O Serviço de Referência para Diagnóstico de Câncer de Mama funciona nas policlínicas Castelo Branco, no bairro Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul, e Djalma Batista, no bairro Compensa II, zona Oeste, atendendo pacientes que apresentam a necessidade de realização de biópsia, serviço que anteriormente era realizado na rede estadual de saúde.

 

“A Semsa, que atua na Atenção Primária em Saúde, já oferecia o exame de mamografia, mas os casos suspeitos eram encaminhados para realização de biópsia na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon). Vendo a necessidade de ampliar o atendimento, a Semsa organizou o novo serviço e estabeleceu um fluxo para o encaminhamento da paciente. O objetivo principal é fortalecer o diagnóstico precoce da doença, já que o câncer de mama, quando diagnosticado precocemente, tem resolução em até 90% dos casos. A partir da oferta do serviço na rede municipal, a Semsa já realizou em torno de 140 biópsias”, ressaltou Lúcia Freitas.

 

De acordo com a previsão do Ministério da Saúde, a enfermeira destacou que 1,6% das mulheres, entre 50 e 69 anos, devem desenvolver a doença, sendo que a estimativa é que 380 novos casos de câncer de mama sejam notificados, neste ano, no município de Manaus.

 

— — — 

Texto – Eurivânia Galúcio / Semsa

 

Fotos – Divulgação / Semsa

Em anexo.

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse