Notícias

Projetos da Prefeitura de Manaus para alavancar turismo no Distrito Industrial são destaque em encontro na Suframa

Transformar a vocação industrial em um cartão postal turístico é um dos desafios da gestão do prefeito David Almeida para o Distrito Industrial. O conceito do “Mais Distrito” foi apresentado durante a reunião do Conselho de Administração da Suframa (CAS), realizada nesta quinta-feira, 24/2, no auditório da autarquia.

 

 

 

A primeira reunião de 2022 foi presidida pela nova secretária especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Daniella Marques Consentino, e controu com o superintendente da Suframa, Algacir Polsin, além de secretários municipais e estaduais, parlamentares, representantes de entidades de classe e governantes da área de atuação da Suframa.

 

Para o prefeito, Manaus é uma cidade de primeiro mundo da porta das fábricas para dentro, e agora, no exterior, na região fabril da capital, há uma nova realidade.

 

“Temos ruas revitalizadas como nunca existiram antes. E estamos apresentando o ‘Mais Distrito’, com projetos para o Museu da Indústria, Truck Park na BR-319, Arena de Robótica, um calçadão da Suframa que será um grande parque linear como atração turística. Estes projetos são desenvolvidos por uma equipe que tem trabalhado diuturnamente em parceria com o Governo e a Suframa. Todos estão com planejamento em execução para proporcionar ao povo da cidade e do Estado dias melhores”, disse David Almeida na plenária do CAS.

 

Empregos e meio ambiente

 

Os projetos são desenvolvidos por equipes do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb). O prefeito lembrou que a autarquia municipal, nos últimos 13 meses, somou mais de 1,6 milhão de metros quadrados em licenciamento urbano, o que corresponde a geração de 36 mil empregos diretos e indiretos.

 

“Essa é uma realidade que não existia e não estamos mais de costas para o Distrito. É este o modelo para o povo da floresta, que preserva essa biodiversidade magnífica. Somos o exemplo e a solução para o Brasil e para o mundo”, discursou.

 

O superintendente da Suframa agradeceu aos frutos desta parceria, de uma construção coletiva para a cidade. “O projeto ‘Mais Distrito’ tem mais do que havíamos imaginado e vai adiante. A integração entre as entidades tem dado resultados que estamos vendo facilmente. É uma vitória grande mostrar um Distrito que Manaus merece, que temos orgulho, com revitalização, asfaltamento, paisagismo, iluminação e segurança. E com o ‘Mais Distrito’ vamos avançar mais”.

 

O presidente do Centro das Indústrias do Amazonas (Cieam), empresário Wilson Périco, falou da admiração e gratidão ao prefeito e aos gestores da atual prefeitura pelo compromisso assumido e honrado.

 

“Foi a primeira grande atividade da prefeitura de realizar a revitalização do Distrito Industrial, que tinha tudo para ser um outro cartão postal da cidade em dois eventos internacionais, como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, e naquele momento foi preciso esconder. E hoje não. Para quem chega pela BR-319 é um senhor cartão postal de visita”, comentou.

 

Périco completou dizendo que a estrutura de revitalização levou segurança e dignidade a todas as pessoas que transitam, vivem e trabalham no território. “Agora é dar continuidade ao trabalho propositivo, assertivo, visando aquilo que é o bem-estar do cidadão. Olhar o cidadão como prioridade e isso tem sido feito por esta prefeitura”.

 

Convergência

 

“O prefeito David Almeida agiu de forma muito objetiva e tem em sua equipe nomes como Carlos Valente, diretor-presidente do Implurb, com o desenvolvimento e planejamento urbanos, representando o fomento de novos negócios e geração de empregos, principalmente na construção civil”, disse o presidente da Federação das Indústrias do Estado (Fieam), empresário Antônio Silva.

 

O compromisso de transformar a área de vocação industrial em atração turística, com parques lineares, museu e espaços sociais e humanizados, é a concretização da união de esforços entre Suframa e Prefeitura de Manaus, segundo comenta Carlos Valente.

 

 

“Mas essa atração não se encerra no aspecto do turismo. Ela é mais ampla, busca melhoria do desenvolvimento urbano, da imagem do Polo Industrial de Manaus para a escala mundial. Estamos muito alinhados em ações e hoje comemoramos. Mas também vamos reforçar as equipes e o trabalho, porque a comemoração é um compromisso que deve perdurar por muitos anos e são metas para serem buscadas”.

 

Estande conceito

 

A Prefeitura de Manaus montou na sede da autarquia federal um estande institucional para apresentar as melhorias realizadas no bairro com foco no passado, presente e futuro. Uma edição especial de informativo, o “Manaus da Inovação” também foi distribuído entre os participantes.

 

A montagem do estande faz um resumo da revitalização, das intervenções realizadas no bairro e do programa para transformar a região. O “Mais Distrito” envolve uma série de intervenções estimadas para uma área de mais de 152 mil metros quadrados na zona Sul. Um futuro termo de intenções deverá ser assinado pelo prefeito David Almeida e pelo superintendente Algacir Polsin.

 

Com o “Mais Distrito”, a Prefeitura de Manaus vence a barreira de bairro com matriz e vocação industriais para se transformar em um local de atrações turísticas, culturais, tecnológicas e sustentáveis, visando a integração com o ambiente reabilitado e a qualidade de vida de trabalhadores, moradores e turistas.

 

Projetos

 

 

Um eixo estruturador e de entrada para o Distrito Industrial, que é a BR-319, a avenida Ministro Mário Andreazza, tem projetos para receber o Museu da Indústria, passando para um calçadão que irá articular todas as outras atividades, como a Arena de Robótica, reforma e reestruturação da área esportiva, quiosques repaginados, playground temático e Truck Park.

 

O Museu da Indústria será uma edificação de 8 mil metros quadrados, que terá um parque no entorno e o prédio vai marcar a entrada do Distrito, com uma cobertura que remete à conhecida e internacional logomarca do “produzido na Zona Franca de Manaus”, de forma ondulada e branca.

 

 

O museu terá tempos da história da ZFM e da sua matriz industrial durante os últimos 55 anos, além de indicar caminhos para o futuro com a indústria 4.0.

 

Uma outra intervenção necessária para o Distrito se volta para o seu tradicional calçadão, com uma nova estruturação em uma área de aproximadamente 40 mil metros quadrados, para conectar espaços e edificações na área, apresentando a proposta de faixa saudável com espaço para caminhabilidade e acessibilidade, faixa para arborização, iluminação e mobiliários urbanos, além de uma ciclovia bidirecional.

 

Modificando ainda mais o tecido urbano, o calçadão se soma a um parque linear e a um playground temático, uma área de interação e lazer para crianças e pais, com esculturas em grande escala, remetendo à fauna e à flora amazônica. Este espaço terá ainda efeitos luminotécnicos e áreas molhadas, aumentando a conectividade com a natureza.

 

— — —

Texto – Claudia do Valle / Implurb

Foto – Nathalie Brasil / inPacto

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse