Notícias

Prefeitura realiza evento em alusão ao Dia do Índio nas quatro escolas indígenas da rede municipal

Em alusão ao Dia do Índio, comemorado nesta terça-feira, 19/4, a Prefeitura de Manaus realizou uma programação especial nas quatro escolas municipais indígenas, gerenciadas pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). A unidade Aru Waimi, localizada na comunidade indígena Terra Preta, no rio Negro/Cuieiras, zona ribeirinha, escolheu o tema “Nossa raiz, nossa cultura, nossa história!”, e reuniu estudantes, pais ou responsáveis, além de representantes indígenas da comunidade.

 

 

 

A programação contou com um café regional comunitário, apresentação artística-cultural local, dança de boas-vindas do povo baré, jogos e brincadeiras indígenas (gincana), sorteio de brindes, corrida de canoa, natação, campeonato masculino e feminino de futebol, desfile da cunhã poranga e do apigawa poranga, premiação das equipes vencedoras da gincana, entre outras atrações.

 

O diretor da escola, Anderson Ribeiro, disse que a programação contou com os 56 alunos da educação infantil, do 1º ao 9º ano do ensino fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), que pertencem às etnias baré, tukano e baniwa. Para ele, foi um momento único, que reuniu os educadores, os indígenas e a comunidade em geral.

 

“Hoje é um dia muito importante para a nossa escola, nossa comunidade, de poder relembrar e resgatar as tradições da cultura indígena. A nossa escola é 100% indígena, que trabalha a língua nheengatu, assim como o ensino regular da Semed. Esse evento faz parte do calendário da escola, onde o trabalho é fundamental, tendo em vista, que a gente não pode deixar as nossas raízes morrerem, principalmente, a cultura indígena”, salientou.

 

A rede municipal de ensino conta com quatro escolas municipais indígenas, beneficiando aproximadamente 180 alunos de várias etnias, da educação infantil até a EJA, além dos 22 espaços de estudos de cultura e língua materna.

 

A gerente de Educação Escolar Indígena (Geei) da Semed, Giovana Ribeiro, afirmou que o trabalho é realizado para atender as diversas etnias no processo de ensino e aprendizagem regular e indígena.

 

“Esse dia faz alusão ao mês dos povos indígenas, onde comemoramos as conquistas que esses povos tiveram. Aqui na escola, a partir da Prefeitura de Manaus, a gente consegue que essa unidade de ensino seja um braço desse apoio a essa revitalização, cultura e o apoio dos povos indígenas aqui na capital amazonense. A gerência tem a incumbência de cuidar da parte pedagógica. Nós orientamos esses professores, tanto nas escolas quanto nos centros culturais. A secretaria tem um apoio bastante visível em todos esses anos na educação indígena”, contou.

 

Valorização

 


Para o cacique da etnia baré, da comunidade indígena Terra Preta, Clodoaldo Silva Aleixo, 46, a programação da escola com os indígenas só aumenta o laço de amizade e o trabalho realizado em conjunto, em prol da cultura indígena como um todo.

 

“É um momento de união para todos nós, no qual temos as etnias baré, baniwa, tukano e mura. Hoje é a nossa comemoração, mas dos desafios, das lutas e das vitórias, que também conquistamos. A escola tem um papel muito importante para a comunidade, é aprendizado para nossos filhos, porque aqui temos professores que trabalham com a nossa cultura e língua, repassando para os nossos filhos, que serão futuramente as próximas lideranças”, concluiu.

 

A aluna do 9º ano do ensino fundamental, Raiciane Paulino, 19, da etnia baré, ficou feliz em celebrar o Dia do Índio. Para ela, que nasceu na comunidade, o trabalho pedagógico da escola é fundamental nesse processo da cultura dos povos indígenas.

 

“É muito importante essa celebração, porque a gente não deixa nossa cultura acabar. A gente vê em outros lugares que não acontece isso mais. Na escola, a gente quer fazer sempre no dia 19 de abril, ou seja, comemorar, trazer as pessoas, reunir a comunidade, apresentar nossas comidas típicas, nossa cultura e dança. A escola também está participando disso. Nós, como alunos indígenas, estamos ajudando e motivando outras pessoas nesse sentido”, comentou.

 

— — —

Texto – Paulo Rogério / Semed

Fotos – João Viana / Semcom

 

 

Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHBqjzLhpw

 

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse