Notícias

Prefeitura realiza a segunda edição da ‘Feira da Agricultura Familiar do Polo 3’

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc) participou nesta sexta-feira, 4/3, da segunda edição da “Feira da Agricultura Familiar do Polo 3”, na zona rural da capital. O objetivo do evento, promovido pelos próprios comunitários com o apoio do Executivo municipal, é incentivar o escoamento da produção e fortalecer a zona rural.

 

Prefeitura realiza a segunda edição da ‘Feira da Agricultura Familiar do Polo 3’, na AM-010

 

A feira aconteceu na escola municipal Abílio Alencar, no quilômetro 35, da AM-010 (Manaus – Itacoatiara), e reuniu produtores de 18 comunidades rurais, localizadas entre os quilômetros 20 e 53 da rodovia estadual.

De acordo com a diretora do Departamento de Agricultura e Abastecimento (DAA) da Semacc, Meyb Seixas, além do apoio logístico, a secretaria também levou assessoria técnica aos agricultores e avicultores que participaram do evento.

“Estamos com a nossa equipe fazendo o cadastramento dos agricultores, fazendo orientação técnica. Um veterinário também está orientando os granjeiros para que eles se legalizem, explicando a importância de estarem legalizados, a fim de que possam conseguir o registro deles como estabelecimentos e possam receber com tranquilidade, o serviço de inspeção, seja o estadual ou o municipal, que está em fase de implantação. O que isso traz de benefício, para eles? A amplitude no mercado de atuação, para comercializar produtos com mais qualidade e maior segurança alimentar, como propõe o plano de governo do prefeito David Almeida”, explicou.

A agricultora Divina Silva, moradora do quilômetro 43, da AM-010, produtora de coco e cocadas, participou do evento. Para ela, estar em feiras como essa é uma oportunidade para os agricultores escoarem seus produtos e aumentar a renda da família.

“Isso vai contribuir muito com o crescimento não só meu, mas de todos os pequenos agricultores e isso é muito importante para escoar a produção, expandir, divulgar os nossos produtos”, afirmou a agricultora.

Já o agricultor André Filizola, que levou farinha, macaxeira, limão e cupuaçu para serem vendidos na feira, comentou que esse tipo de evento deveria acontecer outras vezes. Segundo ele, seria bom tanto para os agricultores, que ganhariam com a venda da produção, quanto para os clientes, que levariam para casa, produtos de excelente qualidade.

“O preço é bom, sem atravessador, vem do próprio produtor, então o cliente vai se sentir à vontade tanto para comprar quanto para se alimentar com produtos de qualidade”, disse.

Oportunidade

Morador do quilômetro 35 da rodovia AM-10, Oquimar Gonçalves contou que quando soube da feira correu até a escola municipal Abílio Alencar, para comprar alguns produtos. 

“Comprei banana, caldo de cana, tucumã, tapioca e goma pra fazer a tapioca. Vale a pena porque é aqui perto de onde moro, o produto é fresquinho, a gente nota que foi colhido agora a pouco, tem todo tipo de fruta, né? Coisa boa e preço bom”, ressaltou.

De acordo com o Jean Carlos, conselheiro do Polo 3 da Agricultura Familiar, aproximadamente 70 produtores rurais participaram da feira vendendo frutas, verduras, peixes, frangos, ovos, floricultura e artesanato. A feira contou, ainda com uma praça de alimentação e área para a realização de cursos de qualificação, promovidos pela Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi).

“Nós só temos a agradecer ao nosso parceiro maior que é o prefeito David Almeida, ao secretário da Semacc, Renato Júnior, à diretora Meyb Seixas, do DAA, por essa grande parceria, nos fornecendo os ônibus, mesas, cadeiras, assessoria técnica e fazendo essa parceria junto com a Semed que está nos cedendo o espaço”, concluiu.

— — —

Texto – Dalva Andrade / Semacc

Fotos –  Rayner Souza / Semacc

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse