Notícias

Prefeitura promove treinamento para o 1º Diagnóstico de Infestação do Aedes aegypti deste ano

Agentes de controle de endemias e agentes comunitários de saúde da Prefeitura de Manaus, que atuam nos bairros da zona Norte da cidade, participaram, nesta quinta-feira, 31/3, na escola municipal João Alberto Braga, bairro Cidade Nova, de um treinamento para execução do 1º Diagnóstico de Infestação do Aedes aegypti do ano de 2022, programado para o período de 4 a 14 de abril.

 

 

O diagnóstico será executado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), nos 63 bairros da cidade, com a vistoria de 25.706 imóveis selecionados por amostragem, quando será feita a identificação, eliminação e tratamento de criadouros do mosquito Aedes aegypti, vetor de transmissão da dengue, zika e chikungunya.

 

Segundo a técnica da coordenação de Controle Vetorial do Distrito de Saúde (Disa) Norte, Gleicy dos Santos Guimarães, nos dez bairros oficiais da zona Norte serão vistoriados 7.226 imóveis, envolvendo 42 profissionais.

 

“O treinamento reuniu os agentes de endemias e agentes comunitários de saúde, assim como os supervisores das equipes de campo. O objetivo principal é orientar os agentes que ainda não participaram da execução do levantamento de infestação do Aedes aegypit”, explicou Gleicy Guimarães.

 

O chefe do Núcleo de Controle da Dengue da Semsa, Alciles Comape, conduziu o treinamento e explicou que a ação vai incluir profissionais dos Distritos de Saúde da área urbana de Manaus e que atuam no combate ao Aedes aegypti nas zonas Norte, Sul, Leste e Oeste.

 

“Nos Disas Sul e Norte, o treinamento foi finalizado nesta quinta-feira, 31 de março. Os profissionais dos Disas Leste e Oeste irão participar do treinamento na sexta-feira, 1º de abril, concluindo o processo. O treinamento é uma forma de repassar informações atualizadas e orientar os agentes que irão atuar pela primeira vez nesse trabalho, principalmente sobre o procedimento de coleta de larvas do Aedes aegypti”, informou Alciles Comape.

 

Com o resultado do diagnóstico de infestação do Aedes, a Semsa terá as informações necessárias para identificar o nível de risco em Manaus, por cada zona, bairro ou localidade, o que vai permitir a elaboração de ações direcionadas aos locais de maior risco para as doenças transmitidas pelo Aedes.

 

“O diagnóstico de infestação é realizado duas vezes ao ano, colaborando para estratégias mais efetivas de combate ao mosquito. Também é uma oportunidade para realizar ações de Educação em Saúde junto aos moradores”, destacou Alciles Comape.

 

Casos

O município de Manaus registrou este ano, entre 1º de janeiro e 11 de março, 375 casos notificados de dengue, com uma redução de 79,8% em relação aos três primeiros meses do ano passado. Foram 174 casos em janeiro, com redução de 37,6% comparado com janeiro de 2021.

 

Já em fevereiro deste ano, houve o registro de 159 notificações de dengue, redução de 69,6% em comparação com fevereiro de 2021, com 523 casos. Em março do ano passado, houve o registro de 1.050 casos, sendo que de 1º a 11 de março deste ano, foram registradas 42 notificações.

 

“Com o novo diagnóstico de infestação, a Semsa terá ferramentas para continuar buscando a redução de casos de dengue em Manaus nos próximos meses”, afirmou Alciles Comape.

 

— — —

Texto – Eurivânia Galúcio/Semsa

Fotos – Divulgação/Semsa (em anexo) e Arquivo/Semcom

Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHsmW5PhRW

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse