Notícias

Prefeitura de Manaus suspende o calendário de matrículas

 

Com o agravamento da pandemia do novo coronavírus na capital amazonense, o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), determinou a suspensão do calendário de matrículas para o ano letivo de 2021. A medida visa proteger pais, alunos e professores, além de oferecer isonomia no atendimento, uma vez que ocorre a impossibilidade de atendimento presencial.

 

 

O calendário anterior previa o início dos processos de matrícula a partir do dia 13 de janeiro, no entanto, com o decreto do Governo do Amazonas suspendendo as atividades até o dia 31 deste mês, para conter o avanço da Covid, as atividades presenciais ficariam impossibilitadas, havendo apenas a alternativa de atendimento on-line, por meio do site www.matriculas.am.gov.br , o que deixaria parte do público sem atendimento.

A gerente de Matrículas da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Darlene Liberato, explicou que, por esses motivos, as novas datas ainda serão discutidas. “Devido ao momento de caos que estamos vivendo por causa da pandemia e para resguardar os profissionais de Educação, pais e crianças, estamos suspendendo temporariamente o calendário de matrícula 2021, cujo novo calendário  será  posteriormente divulgado”, afirmou.

Parceria


As matrículas na rede pública são realizadas por meio de uma parceria entre a Semed e a Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc). Este ano, serão disponibilizadas mais 263 mil vagas para a rede municipal de ensino, sendo 217.017 vagas para reordenamento e rematrícula e 46.536 destinadas para transferências de alunos novos do município de Manaus. A modalidade de educação infantil conta com um total de 50.958 vagas. Já o ensino fundamental com 198.094 para os estudantes e a Educação de Jovens e Adultos (EJA) com 14.501 vagas, com uma taxa de crescimento de 2,7%.

Rematrícula e reordenamento

O processo de rematrícula automática foi realizado de 28 de dezembro do ano passado até o dia 7 de janeiro, para todos os estudantes e não foi necessário a presença de pais ou responsáveis nas unidades de ensino. Assim como o reordenamento de 217.017 alunos da rede municipal.

Os pais ou responsáveis pelos estudantes que já são da rede municipal e estadual e estudam em escolas sem continuidade de ensino serão reordenados para outras escolas que possuam a continuidade do ensino. Serão reordenados para as escolas da Semed mais de 35 mil alunos.

— — —

Texto – Alexandre Abreu / Semed

Foto – Alex Pazzuelo / Semed

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse