Notícias

Prefeitura de Manaus realiza oficina para uso de ferramenta digital na alfabetização

A Prefeitura de Manaus realizou uma oficina formativa sobre o uso do aplicativo GraphoGame, como ferramenta digital para os processos de alfabetização, nesta sexta-feira, 20/5, na escola municipal Joaquim da Silva Pinto, bairro Crespo, zona Sul. O evento, organizado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Sul, reuniu 20 educadores, entre professores, pedagogos e assistentes de alfabetização do programa “Tempo de Aprender”.

 

 

 

 

A escola serve como oficina-piloto, pois a meta é realizar a formação, mesmo que remotamente, em outras unidades de ensino da divisão. A iniciativa é destinada aos professores alfabetizadores e assistentes de alfabetização sobre o aplicativo GraphoGame, dentro do âmbito da Política Nacional de Alfabetização (PNA).

 

De acordo com Nurimar de Jesus Coelho, assessora pedagógica de alfabetização e do programa Tempo de Aprender na DDZ Sul, a ferramenta é usada em 36 unidades de ensino da divisão, beneficiando pouco mais de seis mil alunos, entre o 1º período da educação infantil e do 1º e 2º anos do ensino fundamental. Para ela, é um ganho muito grande para todos da modalidade.

 

“Vimos a necessidade de realizar as oficinas formativas com os professores, mesmo porque o foco agora é a alfabetização. A escola tinha a necessidade dessa ferramenta, na qual os professores podem conhecer e se apropriar desse aplicativo. Com isso, será usado pelas crianças no desenvolvimento da leitura e da escrita. Escolhemos a escola Joaquim Pinto como oficina piloto desse aplicativo, que é um jogo dinâmico para as crianças”, disse.

 

O diretor da escola, Eduardo Teixeira Domingues, afirmou que a oficina é essencial aos educadores, que trabalham com os alunos, mas que agora vão usufruir de novos recursos em sala de aula.

 

“A oficina vem ajudar o professor no desenvolvimento das suas atividades na sala de aula. É uma maneira bem simples, básica e divertida da criança aprender, principalmente sua fonoaudiologia. Isso vai proporcionar ao aluno se tornar mais solto, livre e a ponto de não só aprender, como também de interagir com os colegas, não apenas da sua turma, mas como de toda a escola”, comentou.

 

O professor do 4º ano, João Kleber Serrão de Freitas, após o término da oficina, já começa a fazer seu planejamento sobre o uso da ferramenta. Para o educador, vai ajudar muito neste sentido.

 

“Eu entendo que a ferramenta vai proporcionar uma qualidade no processo de ensino. Para o mundo digital, onde as crianças estão inseridas, significa uma aprendizagem mais significativa. Isso nos ajuda, porque nos proporcionará qualidade dentro das aulas. Inserir o aplicativo dentro do processo de ensino, me permitirá desenvolver práticas cada vez mais qualificadas”, contou.

 

GraphoGame

 

 

A ferramenta está estruturada no Eixo 2 do Programa Tempo de Aprender, do Ministério da Educação (MEC) e consiste em um jogo educacional com um ambiente virtual, tendo como objetivo a aprendizagem de habilidades fonológicas, que são relacionadas com os sons da linguagem e auxiliam no processo de leitura.

 

A oficina é uma ação da Gerência de Tecnologias Educacional (CTE) da Semed, componente da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM) da secretaria, por meio da equipe Cultura Digital na Alfabetização.

 

 

— — —

Texto – Paulo Rogério / Semed

Foto – Cleomir Santos / Semed

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse