Notícias

Prefeitura de Manaus promove ‘Ação de Portas Abertas’ às pessoas em situação de rua para criar laços com projetos de vida

A Prefeitura de Manaus, por intermédio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) promoveu, na manhã desta terça-feira, 17/8, o “Ação de Portas Abertas”, no Albergue Municipal de Manaus Gecilda Albano Peçanha, localizado no bairro Morro da Liberdade, zona Sul. Com o tema “Trabalho como Projeto de Vida”, o evento faz parte das atividades alusivas à Semana Nacional de Luta da População de Rua e teve como objetivo fazer com que os abrigados expusessem suas vontades e necessidades, por meio de desenhos e rodas de conversas.

 

 

 

 

“Esta semana estamos trabalhando as lutas da população de rua, promovendo eventos em nossos acolhimentos, que realizam atendimento a essa população. O abrigo em si, tem investido em relação à empregabilidade e na inserção dessas pessoas em cursos profissionalizantes”, afirmou a diretora do Departamento de Proteção Social Especial (DPSE), Ana Maria Lima.

 

Atualmente, o albergue realiza acolhimento provisório emergencial a 48 pessoas, com permanência de até três meses, com alimentação, atendimento psicossocial, emissão de documentação e realização de oficinas e cursos profissionalizantes como produção de sabonetes, xampus, amanhar peixe, entre outros.

 

“Hoje estamos também com a exposição dos produtos fabricados pelos nossos abrigados, em um curso rápido de fabricação de sabão líquido e em barra, ofertado pelo laboratório de química, do Instituto Federal do Amazonas”, disse o coordenador-geral do albergue, Marcos Coutinho.

 

Um dos acolhidos no albergue, Hevelthon Geison, disse ter sido acolhido no local, de maneira humanizada, e agora está com as esperanças renovadas para retomar a luta por dias melhores.

 

“Estou no abrigo há quatro meses. Cheguei aqui meio deteriorado pela vida, mas encontrei a Semasc, que me acolheu e para mim está sendo gratificante, porque está me dando a possibilidade de crescer novamente”, afirmou Hevelthon Geison, acolhido do albergue Gecilda Albano.

 

 

— — —

Texto – Fabiana Araújo / Semasc

Fotos –  Divulgação / Semasc

 

 

Em anexo

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse