Notícias

Prefeitura de Manaus prepara estrutura para campanha de vacinação contra influenza e sarampo

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), já iniciou os preparativos para a definição da estrutura e logística de realização da Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza (gripe) e contra o sarampo, que vai acontecer entre 4 de abril e 3 de junho.

 

 

 

A vacinação contra a influenza, como ocorre todos os anos, será direcionada a 17 grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde, iniciando com idosos a partir de 60 anos, e trabalhadores da saúde. Já a campanha contra o sarampo terá dois grupos como público alvo: trabalhadores da saúde e crianças de seis meses a menores de cinco anos.

 

A secretária Municipal de Saúde, Shádia Fraxe, explica que a imunização contra a influenza é direcionada para as pessoas com maior risco de agravamento e morte pela doença, como crianças e idosos, assim como aqueles com maior risco de exposição, como é o caso de trabalhadores de saúde.

 

“A campanha será realizada em etapas, segundo recomendação do Ministério da Saúde. Na primeira etapa da imunização contra influenza, de 4 de abril a 2 de maio, serão imunizados idosos com 60 anos ou mais, e trabalhadores da saúde. Os outros grupos prioritários serão imunizados no período de 3 de maio a 3 de junho, em um calendário que será elaborado de acordo com o quantitativo de imunizantes que o Ministério da Saúde irá encaminhar para Manaus”, informa Shádia Fraxe.

 

Proteção

 

Na campanha contra a influenza será disponibilizada a vacina trivalente, que protege contra três tipos de cepas de vírus em combinação: H1N1, H3N2 e linhagem B/Victoria.

 

Além de idosos e trabalhadores de saúde, serão imunizados os grupos: crianças de seis meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes (qualquer idade gestacional); puérperas (até 45 dias após o parto); povos indígenas (população a partir de seis meses, assistida pela Sesai/Dsei Manaus); professores das escolas públicas e privadas; pessoas com deficiência permanente; Forças de Segurança e Salvamento; Forças Armadas; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso (motorista e cobrador em exercício efetivo); trabalhadores portuários; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade; e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

 

O público estimado para a imunização é de 603.921 pessoas e a meta recomendada pelo Ministério da Saúde é atingir 90% entre o grupo de crianças, gestantes, puérperas, idosos com 60 anos e mais, indígenas, professores e trabalhadores de saúde.

 

Influenza e Covid-19

 

Segundo a chefe da Divisão de Imunização da Semsa, enfermeira Isabel Hernandes, a vacina contra influenza poderá ser administrada simultaneamente com outras vacinas, exceto a vacina contra Covid-19, em que deve ser respeitado o intervalo mínimo de 15 dias em relação às crianças de 5 a 11 anos.

 

“O importante é que as pessoas que fazem parte do público-alvo procurem a vacina contra a influenza, que é essencial para prevenir o surgimento de complicações e óbitos pela doença, assim como para minimizar a carga da doença e reduzir os sintomas. Como os sintomas da influenza podem ser confundidos com os da Covid-19, a falta de imunização pode acabar sobrecarregando os serviços de saúde e dificultando a definição do diagnóstico”, alerta Isabel Hernandes.

 

Campanha contra o sarampo

 

A campanha contra o sarampo será realizada com o objetivo de interromper a circulação ativa do vírus do sarampo no Brasil, que registra surtos da doença, com 668 casos confirmados no ano passado, sendo 96,1% dos casos na região Norte (Amapá e Pará). O município de Manaus não teve registro de sarampo em 2021, mas, com surtos em outros Estados brasileiros, o risco de novos registros de casos é grande.

 

A estratégia de vacinação contra o sarampo também será em duas etapas, com vacinação de trabalhadores da saúde na primeira etapa, de 4 de abril e 2 de maio, em um total estimado de 56.618 pessoas.

 

Entre 3 de maio e 3 de junho, as ações da campanha contra o sarampo serão direcionadas para crianças de seis meses a menores de cinco anos, buscando garantir o esquema vacinal completo de 159.788 crianças.

 

Isabel Hernandes informa que a Semsa irá disponibilizar os imunizantes em diversos pontos de atendimento no município de Manaus, atendendo às especificidades de cada grupo, nas salas de vacina da rede municipal, envolvendo Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) e policlínicas, além dos Centros de Atenção Integral à Criança e aos Adolescentes (Caics), da rede estadual e nas maternidades.

 

“Em locais considerados como vazios assistenciais, serão organizadas ações extramuro em cada localidade. Também será feita busca ativa para vacinação em escolas, instituições e empresas para atender o público-alvo da vacinação contra a influenza e contra o sarampo”, garante Isabel Hernandes.

 

Durante a campanha, os pontos de imunização poderão ser consultados no site da Semsa (semsa.manaus.am.gov.br).

 

— — —

Texto – Eurivânia Galúcio / Semsa

Foto – Arquivo / Semcom

 

Disponíveis em – https://flic.kr/p/2mamKHA

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse