Notícias

Prefeito fiscaliza obras da João Valério e dobra número de servidores para acelerar a recuperação da via

Para garantir ainda mais celeridade na fase de revitalização da avenida João Valério, o prefeito de Manaus, David Almeida, determinou que dobrasse de 35 para 70 o número de trabalhadores que atuam 24 horas por dia na recuperação da via, na zona Centro-Sul. O canteiro de obras recebeu nesta quarta-feira, 24/2, a fiscalização do prefeito e do vice Marcos Rotta, que acompanham de perto os trabalhos.

 

 

 

 

“Vamos ficar aqui o tempo que for necessário para resolver este problema. Já estamos bem avançados. Herdamos esse problema muito grande já no início da gestão. Vamos solucionar essa questão com uma obra firme e duradoura. Os servidores estão de parabéns. Venho aqui de manhã, de tarde e à noite, aos domingos, e certamente isso faz com que os trabalhadores se sintam motivados. A prefeitura agradece o trabalho deles. Manaus também tem essa gratidão”, disse David Almeida.

O vice-prefeito e secretário de Infraestrutura, Marcos Rotta, explicou que agora que os trabalhos mais minuciosos da obra já foram executados, o número de trabalhadores pode ser aumentado para otimizar ainda mais os esforços das equipes, que atuam 24 horas por dia no local há uma semana, divididos em turnos.

“Acabamos de colocar a última aduela que vai formar a nova e moderna rede de drenagem que vai substituir a antiga e, se o tempo permitir, logo poderemos devolver a via para a população manauara. Sabemos dos transtornos e problemas que essa obra tem ocasionado, mas cumpriremos a determinação do prefeito David Almeida de finalizar o trabalho o mais rápido possível e com a qualidade exigida pela cidade de Manaus, afirmou Rotta.

O vice-prefeito reforçou a urgência da revitalização por saber da importância da via, principalmente com a reabertura do comércio, porém explicou a série de empecilhos encontrados ao longo da manutenção, que não se limitou à troca de drenagem.

“Nós estamos fazendo a vedação da rede nova, fizemos a recuperação do pilar do mini shopping que estava construído em cima da rede de drenagem, nos deparamos com outra galeria antiga que precisará de reforço em sua estrutura. Este trabalho não é apenas uma simples substituição da rede de drenagem, pois há diversas outras interferências”, explicou.

— — —

Texto – Divulgação / Seminf

Fotos –  Dhyeizo Lemos / Semcom e Osmar Neto / Seminf

Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHsmUtW7pa

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse