Notícias

Prefeito David Almeida se reúne com liderança da Igreja Católica e anuncia entrega de Mausoléu para o dia 18 de março

Durante reunião realizada na manhã desta quinta-feira, 17/2, na sede da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), na Compensa, zona Oeste, o prefeito de Manaus, David Almeida, anunciou a entrega do Mausoléu da Igreja Católica, localizado no cemitério Parque Tarumã, também na zona Oeste da capital, para o próximo dia 18 de março. O encontro contou com a presença do Arcebispo Dom Leonardo Steiner.

 

 

 

 

“O Mausoléu já está pronto e viemos acertar os últimos detalhes dessa entrega como forma de reconhecimento aos serviços missionários dos padres que, muitas vezes, deixam suas famílias e passam a vida toda dedicados aqui em Manaus.  Esse espaço atenderá uma antiga solicitação da Arquidiocese e servirá de homenagem aos religiosos que foram responsáveis pelo desenvolvimento da capital”, enfatizou Almeida.

 

Na ocasião, o gestor municipal também deu início a uma parceria para transformar a antiga penitenciária Raimundo Vidal Pessoa, localizada na avenida 7 de Setembro, Centro, em um Centro de Acolhimento à população em vulnerabilidade social.

 

“Conversamos também sobre a parceria que vamos fazer junto à Arquidiocese de Manaus e o Governo do Amazonas para transformar essa área em uma local de abrigo. A pandemia da Covid-19 colocou muita gente em situação de rua. As pessoas que trabalhavam na informalidade não conseguem mais se sustentar, e temos que amparar a nossa população”, afirmou o prefeito.

 

O encontro contou também com a presença do titular da Semulsp, Sabá Reis, que salientou a abertura que a atual gestão municipal tem com a liderança da Igreja Católica do Amazonas.

 

“O nosso prefeito tem uma aproximação muito grande com a Igreja Católica e é muito querido pelo segmento dos católicos da cidade de Manaus. Na atual gestão municipal, depois de muito tempo, a Igreja Católica passou a ter um Mausoléu no cemitério mais importante do Amazonas. Uma obra digna e decente”, disse Sabá.

 

No total, serão construídas oito sepulturas e 31 gavetas para ossuário. O local será mais um ponto de visitação e homenagem às vítimas da Covid-19.

 

— — —

Texto- Thiago Fernando / Semcom

Fotos – Dhyeizo Lemos / Semcom

Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHBqjzCGTH

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse