Notícias

Manaus participa de Festival Nacional Paralímpico na Arena Amadeu Teixeira

Com 150 alunos da Prefeitura de Manaus, atendidos pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), que participam dos Jogos Adaptados André Vidal de Araújo (Jaavas), a capital amazonense está entre as cidades que participaram do Festival Nacional Paralímpico da Loterias Caixa. As disputas nas modalidades de atletismo, bocha e bedminton, aconteceram na manhã deste sábado, 4/12, na Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira, na avenida Constantino Nery, zona Centro-Sul.

 

 

Manaus garantiu a vaga após alcançar a meta de alunos com mais participações em jogos esportivos e ficou entre as 70 cidades escolhidas para sediar o evento.

De acordo com a coordenadora técnica do comitê Paralímpico Brasileiro e assessora de educação física adaptada da Semed, Shirley Amaral, essa é uma conquista muito importante para a educação pública de Manaus, que trabalha verdadeiramente a inclusão nas escolas da rede municipal de ensino.

“Com o projeto Jaavas, a Semed atende mais de 4 mil pessoas com deficiência e participar desse Festival é uma prova de que incentivamos a prática do esporte nas escolas com os nossos alunos e todos têm oportunidade”, informou Shirley.

O objetivo do evento foi incentivar a participação de Pessoas com Deficiência (PcDs) em esportes paralímpicos. O Festival fez alusão ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência e ao Dia do Atleta Paralímpico, comemorados nos dias 21 e 22 setembro, respectivamente, que este ano, devido a pandemia da Covid-19, não foram comemorados de forma presencial.

A diretora do Centro Municipal de Educação Especial (CMEE) Especial André Vidal de Araújo, Reni Formiga, destacou o Festival e também o trabalho de inclusão realizado pela Semed.

“Esse é um momento muito prazeroso, gratificante para os alunos, onde eles têm a oportunidade de estar aqui na Arena, vivenciando o esporte, que é tão importante para o desenvolvimento. Aqui acontece a socialização de todos os alunos e eles mostram para a sociedade que são capazes de realizar qualquer atividade. A Semed, em parceria com o Jaavas, desenvolve ações de visitas nas escolas com circuito de atividades adaptadas e depois realizamos uma grande ação”, explicou.

Festival
As partidas dos jogos aconteceram simultaneamente com estudantes das escolas municipais Maria Leide Amorim, da zona rural, Isabel Victória do Carmo Ribeiro e Antísthenes de Oliveira Pinto, ambas da zona Norte.

A dona de casa Odanlina da Costa tem dois filhos autistas e acompanhou um deles na competição e mencionou a importância de momentos como esses. “Para mim, é muito importante esse tipo de evento, porque o autista vive uma rotina que não é fácil. Tenho dois filhos autistas, um deles está aqui participando, e ver meu filho se desenvolver no esporte é uma emoção muito grande”, disse a mãe emocionada.

— — —

Texto – Érica Marinho/Semed

Fotos – Marcely Gomes/Semcom

 

Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHsmXdfDY1

 

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse