Notícias

Inscrições para II Conferência Municipal de Saúde Mental encerram nesta quarta-feira, 6/4

O período de inscrição para a II Conferência Municipal de Saúde Mental, marcada para os dias 19 e 20/4 em Manaus, será encerrado nesta quarta-feira, 6. O evento tem como público principal usuários, trabalhadores e gestores do Sistema Único de Saúde (SUS), além de entidades e movimentos da sociedade civil que integram a Rede de Atenção Psicossocial no município de Manaus.

 

 


 

 

As inscrições foram iniciadas no último sábado, 2, e os interessados em participar devem acessar o link https://forms.gle/iArskFvBnHgx6Gfq9, e fazer uma pré-inscrição, por meio de formulário eletrônico, que será analisada pela Comissão de Secretaria Geral e Registro para homologação, observando critérios estabelecidos no regulamento da Conferência Municipal, assim como o número de vagas.

 

Coordenada pelo Conselho Municipal de Saúde (CMS/Manaus) e Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a Conferência vai ocorrer de maneira virtual, utilizando a plataforma Zoom, que poderá ser acessada pelos participantes inscritos no evento.

 

O conselheiro e secretário municipal de Saúde, Djalma Coelho, chama a atenção para a importância da mobilização de profissionais e gestores dos serviços da rede municipal na organização e participação na Conferência Municipal de Saúde Mental.

 

“Os gestores e trabalhadores da área de saúde de Manaus podem oferecer uma grande contribuição na elaboração das propostas que serão encaminhadas para discussão na etapa estadual e, possivelmente, para a Conferência Nacional, já que estão na linha de frente do atendimento aos usuários dos serviços em saúde mental. Juntos com os usuários, gestores e trabalhadores atuam no controle social do SUS, buscando sempre a melhoria dos serviços”, ressalta Djalma Coelho.

 

Políticas Públicas

 

Durante a 3ª Assembleia Geral Ordinária do CMS de 2022, realizada na manhã desta terça-feira, 5, o presidente do CMS/Manaus, conselheiro Jorge Carneiro, também alertou para a importância da participação da sociedade na Conferência de Saúde Mental, evento que vai definir as diretrizes das políticas públicas relacionadas à saúde mental.

 

“A contribuição da sociedade para a elaboração de políticas públicas em saúde mental é essencial, principalmente no momento atual do contexto da pandemia da Covid-19. Sabemos que casos de distúrbios psicossociais surgiram a partir tanto da questão da própria pandemia, com as perdas que ocorreram e pela necessidade do isolamento social, que mudaram a rotina e tiveram impacto na saúde mental da população. E o poder público deve articular e preparar os serviços de saúde para as consequências de todas essas transformações”, alertou Jorge Carneiro.

 

Parte da etapa preparatória da 5ª Conferência Nacional de Saúde Mental, prevista para ocorrer no mês de novembro, a Conferência Municipal vai oferecer 400 vagas para participantes, distribuídas nas seguintes categorias: 340 vagas para delegados (25% de gestores, 25% de trabalhadores e 50% de usuários do SUS); e 60 vagas para convidados e Comissão Organizadora.

 

Durante o evento, serão elaboradas propostas em quatro eixos temáticos: Cuidado em Liberdade como Garantia de Direito à Cidadania; Gestão, financiamento, formação e participação social na garantia de serviços de saúde mental; Política de saúde mental e os princípios do SUS: Universalidade, Integralidade e Equidade; Impactos na saúde mental da população e os desafios para o cuidado psicossocial durante e pós-pandemia.

 

— — —

Texto – Eurivânia Galúcio / Semsa

Fotos – Divulgação / Semsa

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse