Notícias

Espaço da prefeitura especializado em Transtorno do Espectro Autista garante atendimento multidisciplinar a crianças e adolescentes

Neste “Abril Azul”, mês de conscientização sobre o autismo, a gestão do prefeito David Almeida está reforçando a importância do acolhimento das pessoas com o Transtorno do Espectro Autista (TEA), por meio do Espaço de Atendimento Multidisciplinar ao Autista Amigo Ruy (Eamaar), localizado no bairro Alvorada II, zona Centro-Oeste. Atualmente, a unidade tem 3.610 crianças e adolescentes cadastrados.

 

 

O Eamaar possui cinco salas de atendimento, área de lazer com quadra poliesportiva, piscina, playground além de consultório odontológico e clínico. O espaço conta com psicólogos, pediatras, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, odontólogos, pediatras, assistentes sociais e profissionais de educação física adaptada. Conta ainda com profissionais de educação como psicopedagogos, pedagogos e professores de educação especial. Por conta da pandemia da Covid-19, o atendimento está sendo feito mediante agendamento.

 

“Nós atendemos crianças a partir dos seis meses de idade até os 14 anos. É um espaço especializado e que durante esse período de pandemia está atuando mediante atendimento agendado. Importante que os pais ou responsáveis, ao detectarem qualquer diferença de comportamento, procurem o médico. O diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento. Quanto mais cedo acontecer o diagnóstico, mais cedo acontecerá o desenvolvimento e o processo de inclusão”, afirmou a subsecretária de Políticas Afirmativas para as Mulheres e Direitos Humanos, Graça Prola.

 

O autismo é uma síndrome caracterizada por problemas na comunicação, na socialização e no comportamento. Essa síndrome faz com que a criança apresente algumas características específicas, como dificuldade na fala e em expressar ideias e sentimentos, mal-estar em meio aos outros e pouco contato visual, além de padrões e movimentos repetitivos.

 

“Orientamos a todas as mães que tenham filho por volta dos dois anos, quando perceberem os sintomas, que procurem atendimento médico. No Brasil, ainda temos números muito altos de crianças sendo diagnosticadas aos quatro anos de idade, o que é tarde. Se está preocupada com o filho, procure um neuropediatra para fazer a avaliação”, afirmou o neurologista pediátrico, Francisco Tussolini.

 

O atendimento feito no Espaço Amigo Ruy é gratuito, feito mediante encaminhamento clínico ou pediátrico.

 

Para a pedagoga Jamaika Feitoza, mãe do pequeno Joseph, o mês de abril é importante, mas o respeito ao autista deve ser o ano inteiro. “É preciso que a sociedade olhe pro autista com o olhar da compreensão, não com críticas. Muitas vezes as pessoas dizem que a criança é mimada, é birrenta. E não é assim. Precisamos de menos julgamentos e mais amor”, finalizou.

 

O Espaço de Atendimento Multidisciplinar ao Autista Amigo Ruy está localizado na rua 18, Alvorada 2, atrás do Banco do Brasil. Mais informações no telefone (92) 98842-1015.

 

— — —

Texto – Leonardo Fierro/Assessoria Semasc

Fotos – Altemar Alcântara / Semcom

 

Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHsmVc9y4E

 

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse