Notícias

Concurso sobre educação na Amazônia premia professora da rede municipal de ensino de Manaus

A professora Maria Raquel Souza, da rede municipal de ensino da Prefeitura de Manaus, conquistou, nesta terça-feira, 23/11, o terceiro lugar do prêmio “Experiências transformadoras em educação pública na Amazônia”, promovido pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS), em parceria com o Instituto Unibanco. A cerimônia de premiação ocorreu de modo on-line e foi transmitida pelo canal do YouTube Fas Amazonia.

 

24.11.2021 Professora fica em 3º lugar em premiação regional

O prêmio tem como objetivo impulsionar e garantir a visibilidade às soluções de melhoria da educação pública na Amazônia, em decorrência das inúmeras dificuldades enfrentadas pelas populações da região.

A professora premiada, que integra a equipe da creche municipal Magdalena Arce Daou, localizada no bairro Santa Luzia, zona Sul, responsável por atender 220 crianças de 1 a 3 anos, desenvolveu o projeto “Quinta Literária: Leitores de Fraldas no Contexto das Aulas Remotas”. A ação teve por objetivo implantar práticas de leitura de maneira lúdica e criativa no contexto da primeiríssima infância, bem como envolver toda a comunidade escolar.

“Estou muito contente de poder representar a creche Magdalena Daou neste certame. Além de mostrar a potência criativa da creche em contextos educativos, que promovem a autonomia das crianças e de suas famílias no incentivo e promoção do incentivo à leitura. Incentivar o caráter pedagógico atrelado ao protagonismo dessas famílias neste processo é bastante gratificante para o educador das infâncias”, destacou.

O projeto é uma readaptação de outra iniciativa educacional, que funcionava antes da pandemia, conforme explicou a gestora da creche, Jucilene Seixas, que também destacou a importância para o aprendizado das crianças.

“Essa iniciativa complementou a um projeto macro que nossa creche desenvolvia em período regular de atendimento às crianças. É um projeto relevante, que serve de incentivo ao gosto pela leitura desde a creche, cuja intenção é o desenvolvimento pleno de nossos bebês e crianças”, comentou a gestora.

Concurso

A iniciativa reuniu 101 projetos de todos os Estados da Amazônia brasileira. Participaram da final, seis iniciativas educacionais. Os três melhores projetos receberam prêmios de incentivo nos valores de R$ 3 mil; R$ 2 mil e R$ 1 mil, para o primeiro, segundo e terceiro colocados, respectivamente.

Além da premiação, todas as seis iniciativas finalistas terão espaço nos sites da FAS e do Instituto Unibanco, bem como serão divulgadas na Plataforma de Soluções Sustentáveis da Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (SDSN Amazônia). Este momento de reconhecimento está alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Projeto

O trabalho pedagógico foi destaque no prêmio “Educação Infantil: Boas Práticas de Professores Durante a Pandemia”, pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, e ficou entre as cem melhores práticas pedagógicas de todo o Brasil. O projeto foi realizado no grupo de WhatsApp de cada turma da escola. As professoras faziam a contação de estórias por dramatização da literatura infantil, gravando vídeos, e o material era enviado e postado no Facebook e Instagram da creche municipal.

— — —

Texto – Andrew Ericles / Semed

Fotos – Eliton Santos / Semed

Disponíveis em –  https://bit.ly/32APklD

 

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse