Notícias

Vistoria técnica mostra que não há risco de contaminação aos banhistas

Não há indício de contaminação por esgotamento sanitário nas águas da praia da Ponta Negra, zona Oeste, de acordo com o resultado de uma vistoria técnica realizada pela Prefeitura de Manaus nesta segunda-feira, 12/6. O próprio vice-prefeito, Marcos Rotta, esteve no local acompanhando o trabalho dos técnicos do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) e da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf).

 

De acordo com o diretor-presidente do Implurb, o problema de água acumulada em um trecho da praia, próximo ao clube de remo, se deve a uma rede de drenagem pluvial (águas das chuvas) que, com a subida do nível do rio Negro, está afogada.

 

“O importante é esclarecer à população que não existe risco de contaminação. São águas das chuvas e não há ligação nenhuma com esgoto”, garantiu Cláudio Guenka, que é diretor-presidente do Implurb, órgão que gerencia o Complexo Turístico da Ponta Negra. “Temos duas Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) no parque, mas localizadas em outros prontos e que recebem constante manutenção”, concluiu.

 

Para solucionar o desconforto aos banhistas, a Seminf já iniciou a retirada da água parada e a limpeza manual do trecho de areia. “Vamos manter o monitoramento da área, com ações paliativas. Quando o rio secar será possível ver mais a fundo o estado da tubulação e aí sim daremos a solução adequada”, explicou o subsecretário de Serviços Básicos, Antônio Peixoto.

 

Nos próximos dias, a prefeitura já deve realizar também o reaterro do trecho para evitar novos acúmulos de água.

 

TEXTO: Alita Falcão / Semcom

FOTOS: Alex Pazuello / Semcom

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHskWZ4nej

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse