Notícias

Unidades de saúde do município já contam com patrulha da Guarda Municipal

Um plano para reforçar a segurança nas unidades de saúde da capital está sendo realizado por meio de parceria entre Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e a Guarda Municipal Metropolitana. Iniciada na segunda quinzena de janeiro, a estratégia visa coibir assaltos e dar mais segurança a servidores e usuários desses espaços. Após levantamento feito pelos dois órgãos, foram identificadas as áreas de maior vulnerabilidade para receber atenção redobrada.

 

“A Guarda Municipal prontamente mapeou as nossas unidades para reforçar a segurança. Representantes de cada Distrito de Saúde estão alinhados para repassar informações sobre quaisquer intercorrências relacionadas”, informou a secretária municipal de saúde em exercício, Lubélia Sá Freire.

 

Distribuídos por Distrito de Saúde, agentes com motocicletas e carros fazem a patrulha em cada zona. Isto permite o deslocamento em um curto espaço de tempo quando acionados. De forma preventiva, a Guarda Municipal passa diariamente nas unidades fazendo vistorias em todo o local e no quarteirão.

 

“Com um efetivo de 15 guardas municipais e oito motopatrulhas, a ronda motorizada está sendo realizada de forma itinerante e capacitada, a fim de atender as necessidades e oferecer segurança aos funcionários e usuários dessas unidades de saúde com a demanda de ocorrências como furto, roubo e depredação do patrimônio público”, explicou o diretor da Guarda Municipal, Diego Coelho.

 

Unidades Básicas de Saúde (UBS), policlínicas, sedes dos Distritos de Saúde, laboratórios e demais espaços da estrutura da rede estão recebendo patrulhamento, que chega a ser de 80% a cada dia. A UBS S-05 localizada na rua Pico das Águas, no bairro São Geraldo, zona Centro-Sul, conta com a rotina diária dos agentes da Guarda.

 

“A ronda da Guarda Municipal no entorno e dentro das unidades de saúde é muito importante. Com isso, nós executamos nossas atividades com segurança e disponibilizamos aos usuários conforto durante os atendimentos. A presença dos agentes intimida pessoas mal intencionadas de se aproximarem da unidade para ocasionar danos ao patrimônio, usuários e profissionais”, observou a diretora da UBS, enfermeira Bernadete Silva.

 

Os moradores da área estão satisfeitos com este novo serviço e garantem que com o monitoramento os casos de assalto diminuíram na redondeza. “Hoje é comum acontecer casos de assaltos nas casinhas. Para nossa comunidade, a ronda traz muitos benefícios porque além de estarmos confortáveis durante os exames e atendimentos, podemos voltar para casa em segurança”, disse a autônoma Franci Brandão, 36.

 

Ainda segundo Lubélia Sá Freire, além do trabalho realizado pela Guarda, a Semsa conta com monitoramento e rastreamento eletrônico, ronda e botões de alarme nas unidades. “Conseguimos recuperar 100% dos computadores roubados de duas UBSs com ajuda do rastreamento eletrônico”, exemplificou a secretária.

 

Em casos de assaltos ou danos de depredação do patrimônio público, a unidade de saúde afetada precisa ter suas atividades suspensas pelo período de um a três dias para reorganização da estrutura e procedimentos de investigação, realizados pela empresa de monitoramento após qualquer ocorrência relacionada à segurança.

 

Fotos: Marinho Ramos / Semcom

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHskNescQy

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse