Notícias

Servidores da Semsa terão curso de pós-graduação em saúde pública na Fiocruz

Um acordo de cooperação técnica foi assinado nesta sexta-feira, 26/7, entre a Prefeitura de Manaus, o Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD), da Rede Brasileira de Escola de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Amazônia, para a execução de cursos de pós-graduação para servidores da saúde. A programação ocorreu no salão Canoas do ILMD/Fiocruz, na rua Teresina, bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul.

 

Servidores da Semsa terão curso de pós-graduação em saúde pública na Fiocruz

 

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, afirmou que, além de fortalecer a atenção básica na capital, o acordo possibilita efetivar a  capacitação dos servidores da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), visando a qualidade do serviço ofertado à população.

 

“Estamos muito alegres em assinar este acordo com a Fiocruz, porque  sabemos da importância de investir numa educação permanente para os nossos servidores”, contou Marcelo Magaldi.

 

Nesta primeira turma foram inscritos 103 candidatos para as 35 vagas disponíveis. Os cursos serão de caráter interprofissional. Foram selecionados enfermeiros, assistentes sociais, dentistas, farmacêutico, psicólogo, saúde coletiva, administradores e técnico em gestão hospitalar.

 

Durante o evento, a diretora da Escola de Saúde Pública (Esap) da Semsa, Kássia Veras, explicou que o termo de cooperação técnica  entre a Semsa e a Fiocruz é válido por cinco anos e tem o objetivo de ofertar cursos voltados para as necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS) em Manaus. “É uma parceria importante em nível nacional e que fomentará a formação de sanitaristas discutindo e entendendo a saúde pública para o país” destacou Kássia Veras.

 

O curso é voltado somente para servidores da Semsa e tem a duração de 1 ano por turma. As aulas acontecerão às sextas-feiras, das 9h às 17h, e os participantes receberão ao final do curso um certificado da Fiocruz Amazônia como especialistas em saúde pública com ênfase na interprofissionalidade.

 

Sendo coordenado por Júlio César Schweickardt, da Fiocruz, e Mateus Souza, da Esap, o curso, além das aulas presenciais, contará com atividades a distância no ambiente virtual de aprendizagem.

 

Após a assinatura do Termo de Cooperação, os presentes participaram da aula inaugural com o tema “Que tipo de sanitaristas o SUS precisa?”, ministrada por Emerson Mehry.

 

Texto – Jean Holanda / Semsa

Foto – Divulgação / Semsa

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse