Notícias

Seminário alerta sobre a importância da arte na formação dos alunos

Aproximadamente 70 professores da disciplina de artes participaram, nesta quarta-feira, 4/10, do 1º Seminário Municipal de Arte na Educação, com o tema “Refletindo sobre a importância do Arte-Educador na formação integral do estudante”. O encontro foi realizado no Centro de Municipal de Artes-Educação (Cemae) Aníbal Beça, no bairro São José III, zona Leste.

 

Além dos educadores da rede municipal, o seminário contou com a participação de alunos da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), instituições parceiras da Secretaria Municipal de Educação (Semed), junto com Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e Livrarias Leitura e Paulinas.

 

Na programação, aconteceram palestras do coordenador pela Faculdade de Arte da Ufam, ministradas pelo professor Valter Mesquita, que tratou do tema “A relação entre o professor artista e o artista professor” e pelo professor da Escola Normal Superior da UEA, Valdemir Oliveira, que trouxe a temática “A função da arte na escola de educação básica”. Além das palestras, também aconteceram exposição de trabalhos artísticos e banners, relatos de experiências, apresentações culturais e oficinas.

 

“Para a secretaria, tratar da temática de Arte e Educação foi um ganho imensurável, porque precisamos mostrar a presença da arte na formação integral dos nossos alunos. A arte não é só entretenimento e lazer, mas faz parte da formação do cidadão”, disse a assessora pedagógica da Divisão de Ensino Fundamental (DEF) da Semed, Neice de Sena Pereira.

 

Para pedagoga Fernanda Dantas, Cemae Aníbal Beça da Semed, foi um marco, já que a rede realiza cursos dentro da disciplina, beneficiando 550 pessoas, entre alunos da rede municipal de ensino e comunitários de bairros adjacentes. “Foi de extrema relevância para nós, uma vez que o Aníbal Beça preza por isso e valoriza essa arte voltada para professores da secretaria. O evento atingiu seus objetivos de aproximar, fomentar essa cultura da arte dentro da nossa rede de ensino”, comemorou.

 

Com o tema “A relação entre o professor artista e o artista professor”, o coordenador da Faculdade de Arte da Ufam, Valter Frank de Mesquita Lopes, afirmou que procurou levar aos participantes a diferença entre os dois profissionais, que no final levam a disciplina com muita dedicação e qualidade. “O que falta na verdade é esse dialogo entre as esferas. Da formação superior do professor que vai atuar e a outra da própria cultura e da arte, dos artistas profissionais, mas que atuam também no ensino”, explicou.

 

A professora de artes, Eliana Chaves, da Escola Municipal Olga Figueiredo, no bairro Alfredo Nascimento, zona Leste, trabalha com 530 alunos do 4º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Segundo a educadora, foi uma boa oportunidade de também mostrar os trabalhos realizados pelos estudantes nas temáticas “Arte Rupestre”, “Corpo em movimento”, “Simetria das borboletas e releitura da pintura clássica do Abaporu de Tarsila do Amaral”. “São trabalhos de custo muito reduzido com os alunos, porque trabalhamos com reciclagem. Essa ideia, plantada em terra fértil, germina e desperta novas ideias. A ideia de trazer o trabalho para o evento é para que surjam novos pensamentos”, contou.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Lton Santos / Semed

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação (Semed): (92) 3632-2054

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse