Notícias

Atenção, pais! Sábado, 31/8, tem Dia ‘D’ da Semana de Intensificação Vacinal

Com foco na ampliação da cobertura vacinal, sobretudo de crianças menores de dois a nos, a Prefeitura de Manaus realiza neste sábado, 31/8, o Dia ‘D’ da Semana de Intensificação Vacinal. Ao todo, 136 salas de vacina estarão funcionando nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Policlínicas, Clínica da Família Waldir Bugalho e Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF), das 8h às 12h.

 

Sábado 26.08.19 Prefeito realiza abertura da ‘Semana de Intensificação Vacinal’

 

Essa é uma campanha local, que foi lançada na segunda-feira, 26, pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, como estratégia para proteger a capital da reintrodução de doenças, como o sarampo.

 

“O país vive um intenso fluxo migratório. São Paulo, por exemplo, está enfrentando um grave surto de sarampo. Aqui, em Manaus, conseguimos vencer a doença em tempo recorde e queremos que continue assim, seja com sarampo ou outras doenças. Por isso, lançamos a campanha e convocamos os pais e a população em geral que participem do Dia ‘D’ e atualizem suas cadernetas de vacina”, reforçou Arthur Neto.

 

Entre as vacinas ofertadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e recomendadas para a faixa etária de menores de dois anos, público prioritário da mobilização, estão: Pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, Hepatite B e meningite e infecções por HiB), Pneumocócica (pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo), Poliomielite, Rotavírus, Meningocócica (previne a doença meningocócica C), Febre Amarela, Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola), Tetra Viral, (sarampo, rubéola, caxumba e varicela/catapora), Hepatite A, e DTP (Difteria, tétano e coqueluche).

 

“O público-alvo nessa faixa etária é mais vulnerável, estando mais exposto a adoecer e até morrer. Precisamos estar atentos e prevenidos, porque o vírus do sarampo continua a circular em outros estados brasileiros e a Organização Pan Americana de Saúde (Opas) tem alertado para o alto número de casos de difteria na Venezuela. Por essas razões, é fundamental que tenhamos estratégias para aumentar a cobertura vacinal da população e evitar novos surtos de doenças em nossa cidade”, destacou o secretário da Semsa, Marcelo Magaldi.

 

Atualmente, a média de cobertura dessas vacinas está em 85%. Com a intensificação, a prefeitura pretende chegar a pelo menos 95%.

 

Vacinas

Toda criança tem o direito de receber, em dia, as vacinas oferecidas gratuitamente pela Prefeitura de Manaus. Essas vacinas garantem não somente a proteção, como a erradicação de muitas doenças, como aconteceu com a varíola e a eliminação da poliomielite (paralisia infantil) nas Américas.

 

De tempos em tempos algumas vacinas novas são acrescentadas ao calendário básico de vacinação e outras são substituídas. Por isso, os pais devem ir ao posto de saúde mais próximo para verificar se seu filho não precisa fazer alguma vacina nova.

 

Confira quais vacinas as crianças precisam tomar nos dois primeiros anos de vida:

 

RECÉM-NASCIDOS

* BCG – ID (dose única) – previne contra as formas graves da tuberculose. A criança deve receber essa vacina o quanto antes. Por isso é aplicada antes de o bebê deixar a maternidade do hospital.

* Hepatite B (dose única) – deve ser aplicada, preferencialmente, nas primeiras 12 horas de vida do bebê. Também é aplicada ainda na maternidade.

 

2 MESES

* Pentavalente – DTP/Hib/Hep B (1ª dose) – previne contra difteria, tétano, coqueluche, meningite, hepatite B e outras infecções por Haemophilus influenzae tipo B.

* VIP – (1ª dose) – vacina inativada contra poliomielite.

* Vacina Oral do Rotavírus Humano – VORH (1ª dose) – previne contra diarreias graves causada pelo Rotavírus.

* Vacina Pneumocócica 10V – conjugada (1ª dose) – previne contra meningite, pneumonia, otite e outras enfermidades causadas pelo pneumococo.

 

3 MESES

* Vacina Meningocócica C – conjugada (1ª dose) – protege a criança contra meningite C e doenças graves causadas pelo meningococo, como a infecção generalizada.

 

4 MESES

* Pentavalente – DTP/Hib/Hep B  (2ª dose) – Previne contra difteria, tétano, coqueluche, meningite, hepatite B e outras infecções por Haemophilus influenzae tipo B.

* VIP – (2ª dose) – vacina inativada contra poliomielite.

* Vacina Oral do Rotavírus Humano – VORH (2ª dose) – previne contra diarreias graves causada pelo Rotavírus.

* Vacina Pneumocócica 10V – conjugada (2ª dose) – previne contra meningite, pneumonia, otite e outras enfermidades causadas pelo pneumococo.

 

5 MESES

* Vacina Meningocócica C – conjugada (2ª dose) – protege a criança contra meningite C e doenças graves causadas pelo meningococo, como a infecção generalizada.

 

6 MESES

* Pentavalente – DTP/Hib/Hep B (3ª dose) – previne contra difteria, tétano, coqueluche, meningite, hepatite B e outras infecções por Haemophilus influenzae tipo B.

* VIP – (3ª dose) – vacina inativada contra poliomielite.

* Tríplice viral (dose extra) – essa dose vai proteger a criança contra sarampo, caxumba e rubéola, no entanto, quando a criança completar um ano deve tomar novamente.

 

9 MESES

* Febre Amarela (dose única) – protege contra a febre amarela.

 

12 MESES

* Vacina Pneumocócica 10V – conjugada (reforço) – previne contra meningite, pneumonia, otite e outras enfermidades causadas pelo pneumococo.

* Vacina Meningocócica C – conjugada (reforço) – protege a criança contra meningite C e doenças graves causadas pelo meningococo, como a infecção generalizada.

* Tríplice Viral – SCR (1ª dose – rotina) – previne contra caxumba, rubéola e sarampo.

 

15 MESES

* VOP – (1º reforço) – vacina oral contra poliomielite.

* DTP (1º reforço) – previne contra tétano, coqueluche e difteria.

* Hepatite A (dose única) – protege contra a hepatite A

* Tetra Viral (dose única) – protege contra o sarampo, caxumba, rubéola e catapora.

 

Fotos – Alex Pazuello e Mário Oliveira / Semcom

Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHsmGvzE5W

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse