Notícias

Representantes da agricultura familiar disputam fornecimento da merenda escolar

A Prefeitura de Manaus realizou nesta quarta-feira, 21/8, a abertura dos envelopes de habilitação e dos projetos de vendas dos produtores das associações ou cooperativas da agricultura familiar. Representantes das 23 propostas para aquisição dos itens dos gêneros alimentícios voltados à merenda escolar do município, no período de 12 meses, compareceram ao auditório da Subsecretaria de Infraestrutura e Logística (Infralog), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), no bairro Flores, zona Centro-Sul.

 

Representantes 21.08.19.Semed realiza abertura dos envelopes de habilitação dos produtores.

 

O diretor de logística da Semed, Leís Batista, disse que a estimativa é de que sejam adquiridas 4 mil toneladas, com total de 28 itens do cardápio da merenda escolar, o que deve girar em torno de R$ 11,5 milhões. Segundo ele, a preocupação do prefeito Arthur Virgílio Neto é com a qualidade da merenda escolar fornecida aos alunos da rede municipal de ensino.

 

“Nós tivemos um dos maiores números de propostas, onde vamos analisar e, logo depois, seguiremos para fase de análise de amostra e depois as contratações. Esse número mostra a credibilidade da prefeitura”, explicou Leís Batista.

 

A entrega dos envelopes foi iniciada no dia 29 de julho e finalizou na terça-feira, 20. Foram 23 propostas contra 18 apresentadas no ano passado.  A abertura contou também com a presença de representantes da gerência de Alimentação Escolar da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), que participaram para replicar a experiência da rede municipal de ensino de Manaus.

 

O resultado da chamada pública nº 001/2019 deve ocorrer nesta quinta-feira, 22/8, pela Comissão de Chamada Pública (CCP), constituída por meio da Portaria nº 1.622/2019 publicada no Diário Oficial do Município (DOM), edição 4.638, que recebeu e selecionou as propostas.

 

Referência

A diretora do departamento de logística, Georgete Monteiro, da Gerência de Alimentação Escolar da Seduc, fez questão de acompanhar todo o processo da abertura dos envelopes para implantar o modelo positivo no Estado. “Levo minha experiência do município para implantar um procedimento mais técnico na Seduc e, lá, poder viabilizar de forma mais célere a chamada pública do ano de 2019”, concluiu.

 

Incentivo à produção local

O gerente de operações do Sindicato das Cooperativas no Estado do Amazonas (OCB/AM), Gleyson Oliveira, disse que é importante essa abertura de mercado da prefeitura para as 43 cooperativas da entidade, tanto na capital quanto no interior, sobre o fornecimento dos gêneros alimentícios. “O grande problema dos nossos produtores rurais é escoar a produção, por isso, a gente agradece a chamada pública, todo empenho que a Prefeitura de Manaus tem efetuado nesse sentido, porque isso ajuda bastante. Com isso, se mantém o dinheiro no setor local e o agricultor tem seu ganho dentro do próprio município”, contou.

 

O presidente da Associação dos Produtores da Comunidade Nova Esperança (Asprones), Luiz Matos, no município de Rio Preto da Eva, que possui 52 agricultores, espera dar continuidade ao trabalho com a Semed. “A gente já vem participando algum tempo da chamada pública feita com bastante transparência. Isso tem ajudado muito os agricultores que participam e entregam os produtos durante todo esse tempo, melhorando, inclusive, as suas rendas”, concluiu.

 

Texto – Paulo Rogério / Semed

Fotos – Eliton Santos / Semed

Disponíveis emhttps://flic.kr/s/aHsmGnSDDh

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse