Notícias

Rede municipal realiza prova eletrônica para alunos do 9º ano e da quinta fase do EJA

Nesta quinta-feira, 5, foi realizado o último dia do Provão Eletrônico dos alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e da 5ª fase da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Os testes iniciaram na última terça-feira, 3, e participaram um total de 118 alunos que realizaram provas de português, matemática, história, geografia e ciências.

 

O tempo das provas foi de 50 minutos, contendo 20 questões e para ser aprovado, foi exigido um acerto de pelo menos 10 questões para obter a média mínima de 5 pontos. Para fazer a prova eletrônica os alunos precisavam ter no mínimo 15 anos e terem ficado retidos em até duas matérias referentes ao ano letivo do ano anterior.

 

A Semed disponibilizou os laboratórios da Gerência de Tecnologia Educacional (GTE) e do Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos (Cemeja) Professor Samuel Isaac Benchimol. O gerente da EJA da Semed, Weyder Afonso explicou como funciona o processo, que disponibilizou o resultado das provas no mesmo dia.

 

O processo é previsto em lei como uma possibilidade de suplência aos alunos. Todos aqueles que fecham o clico do ensino fundamental e que não conseguiram passar em duas disciplinas, podem fazer o provão eletrônico. Nós temos um resultado satisfatório”, explicou.

 

Aluno do 9º ano vespertino, Gustavo Barbosa de Andrade, 16, que estuda na Escola Municipal Antísthenes de Oliveira Pinto, bairro Alfredo Nascimento, zona Leste, fez a prova de ciências e português. Para conseguir o bom resultado na avaliação, ele pediu duas semanas de folga do trabalho.

 

“Fiz uma revisão dos assuntos de ciências e português, desde o começo do ano, além de ter estudado na internet. Tirei a quarta-feira para descansar e fiquei concentrado para fazer a prova. Fiz a prova eletrônica mais a vontade no computador, porque na escola tem a pressão dos professores olhando, o tempo para entregar na escola e aqui me senti mais tranquilo e concentrado”, disse.

 

Nervosa para fazer a prova de português, mas ao final satisfeita pelo resultado positivo, a aluna do 9º ano matutino, Cleyciane Moreira Ramos, 16, também da Escola Municipal Antísthenes de Oliveira Pinto, ficou aliviada depois de tudo finalizado.

 

“A prova eletrônica não foi muito difícil, pelo contrário foi muito bom. Quando fui à escola e fiquei sabendo que não tinha passado estudei bastante e tive a ajuda da minha professora. Agora estou mais tranquila para seguir meus estudos”, contou.

 

Os alunos aprovados no provão eletrônico recebem um documento para apresentar na sua escola de origem. Para quem não conseguiu êxito positivo, nesta sexta-feira, 6, terão mais uma chance para ingressar no ensino médio.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Foto: Cleomir Santos / Semed

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação (Semed): 92 3632-2054

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse