Notícias

Professores da área rural participam do 3º Encontro de Formação da Educação do Campo

Aproximadamente 440 professores, de 26 escolas municipais da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Rural, participam do 3º Encontro da Formação da Educação do Campo da zona Rural Rodoviária. O evento, promovido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), ocorre em tempo integral, até esta sexta-feira, 23/6, envolvendo profissionais da Educação Infantil e do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental.

 

Dentre as temáticas abordadas nos dois dias da programação, estão a linguagem oral e escrita, ortografia, diversidade e sexualidade, cidade sustentável, movimento e expressão, os descritores da matriz de referência do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e Sistema de Avaliação do Desempenho Educacional do Amazonas (Sadeam), entre outros assuntos para a formação pedagógica.

 

A coordenadora de formação continuada da Educação do Campo do DDPM, Giovanna Freire, disse que são dois dias de encontro formativo, que vão finalizar o ciclo de formação aos professores da zona Rodoviária. “A nossa formação se preocupa muito com a realidade do contexto que o professor vive, trabalha e como atua diretamente nesse contexto, que é especifico da Rodoviária”, explicou.

 

Para a formadora Lucilene Pacheco, responsável pelos professores que trabalham nas salas multisseriadas, o encontro leva um conhecimento a mais aos educadores. “Como se trata de sala multisseriadas, onde tem aluno desde a Educação Infantil, até o 5º ano, esse professor que trabalha nesse único espaço requer de muitas metodologias e planejamento diferenciado, porque tem que atender todos os níveis dessas crianças”, contou.

 

Aprendizado

 

A professora Jocilane de Castro Lacerda, da Escola Municipal Arthur Virgílio Filho, no quilômetro 15 da BR 174, foi uma das educadoras que participou na área da Educação Infantil. Segundo ela, que trabalha com 32 alunos do 1º e 2º períodos, vai levar para sala de aula um grande aprendizado.

 

“Vou levar algo que me chamou muito atenção, que foi a escrita na Educação Infantil, porque os pais pressionam muito os professores, mas temos que trabalhar a leitura de forma letrada, devido à necessidade que a criança traz para sala de aula no do dia a dia”, lembrou.

 

Trabalhando com 19 alunos do 3º ano do bloco pedagógico, a professora Maria Walterlice Oliveira, da Escola Municipal Francisca Campos Correa, na Avenida do Turismo, no Cetur – zona Rural, disse que vai levar as informações para seu trabalho pedagógico.

 

“Recebemos a formação apresentando metodologias que podemos utilizar dentro da sala de aula, assim como maneiras de explorar gêneros textuais, interagindo com os alunos e fazendo com que eles participem e entendam os conteúdos de forma lúdica”, destacou.

 

Texto: Paulo Rogério Veiga

Fotos: Cleomir Santos / Semed

 

Disponíveis: https://flic.kr/s/aHskXDhPdb

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação (Semed): (92) 3632-2054

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse