Notícias

Procon Manaus autua posto por aumento abusivo da gasolina

Mais um posto de combustível, localizado na avenida Joaquim Nabuco, Centro, foi autuado nesta quarta-feira, 18/9, pelo Procon Manaus, estrutura que integra a Secretaria Municipal de Defesa do Consumidor e Ouvidoria (Semdec), por ter aumentado o preço da gasolina sem justificativa nos últimos dias. Na bomba, o valor verificado foi de R$ 4,45 o litro. No último dia 1º de setembro, o litro da gasolina estava sendo comercializado a R$ 3,49.

 

prefeitura, prefeito, obra, semana, museu, pentecostes, inscrições, lista, cras, linha, escritório, serviços, selecionados, ganhador, vagas, processo, beneficiários, bolsa, usuários, pré, Organizações, Remanejamento, nota, processo, fiscais, atendimentos, profissionais, semana, regularização, semsa, segunda, redução, candidatos, grupo, lei, simplificação, pré, encontro, valorização, tucumã, luto, atendimentos, oferta, procon, artesãos, iptu, famílias, danilo, parque, mutirão, sistema, trânsito, atividades

 

“Não vamos parar as fiscalizações, enquanto os empresários não entenderem que não podem praticar esses aumentos abusivos, pois prejudicam os consumidores que têm a gasolina como um produto essencial”, disse o secretário-interino da Semdec, Rodrigo Guedes.

 

Os fiscais do Procon Manaus também encontraram outras irregularidades no mesmo posto e como resultado foi lavrado um auto de infração. “Verificamos que o calibrador pneumático de pressão estava com defeito, havia também permissão de consumo de bebidas alcoólicas dentro da área do estabelecimento, a ausência de segurança ostensiva devido a presença de um caixa eletrônico dentro do local e a ausência de preços em vários produtos do setor de conveniência”, informou Guedes.

 

O proprietário do posto tem 10 dias para apresentar uma defesa junto ao Procon Manaus. Após a apresentação das alegações, o processo administrativo segue para a análise das provas e o posto pode sofrer as penalidades e sanções previstas na legislação que regulamenta a área, caso seja confirmado o aumento abusivo. As fiscalizações seguem durante todo o mês de setembro.

 

Texto –Divulgação / Semdec

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse