Notícias

Premiada como Escola Transformadora, Escola Municipal Waldir Garcia tem índice zero de abandono

Escolhida como a primeira unidade de ensino público do Norte do país a receber o prêmio “Escola Transformadora”, concedido pela Instituição Ashoka Empreendedores Sociais, a Escola Municipal Professor Waldir Garcia, localizada no bairro São Geraldo, zona Centro-Sul, recebeu nesta sexta-feira, 9/3, a visita do secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Virgílio Bisneto, como parte do conjunto de ações continuadas da Prefeitura de Manaus para garantir a qualidade da Educação.

 

“A Escola Waldir Garcia é uma escola que atingiu a nota 7.4 no Ideb, uma escola que tem uma metodologia diferente, que envolve desde a sua diretora, e parabenizo a professora Lúcia, assim como os pais, professores e a comunidade para que tenha esse desempenho”, destacou Bisneto. “Saio daqui com a melhor impressão do mundo e espero que a ousada proposta educacional do prefeito Arthur Virgílio Neto possa fazer com as demais as escolas de Manaus alcancem o patamar da Waldir Garcia”, ressaltou o secretário.

 

O prêmio foi concedido a unidade da rede municipal de ensino em 2017, pela instituição que premia iniciativas e projetos de escolas com ensino inovador em todo o país. Hoje, apenas 18 unidades de ensino brasileiras são consideradas “Escolas Transformadoras”. O segredo do sucesso para o destaque da escola está em colocar o aluno como centro de todo o trabalho, fazendo com que ele se sinta valorizado e tenha liberdade para se desenvolver no seu tempo. A escola que já teve alto índice de evasão escolar, hoje não tem um aluno fora de aula, segundo a gestora Lúcia Cristina Cortez.

 

“Nós colocamos os alunos como agentes transformadores, aqui tinha um índice muito alto de abandono, de alunos que ficavam nas ruas, nos sinais. Há cinco anos, a atual gestão municipal nos ajudou a reduzimos a zero nosso abandono. Eles ficam na escola e mostramos a eles que são capazes, colocamos como centro da escola e trabalhamos de forma integral, o social, o físico, intelectual e cultura. O aluno é respeitado, tendo o professor como mediador, destacou Cortez.

 

Arthur Bisneto interagiu com os alunos e visitou as salas de aula, acompanhado da gestora da escola e da secretária municipal de Educação (Semed), Kátia Schweickardt, que destacou o empenho do corpo docente da escola em trabalhar de forma diferente o conteúdo com os 222 alunos, em turmas do 1º ao 5º ano.

 

“Todo o projeto pedagógico, o currículo é construído com eles, o modo como os conteúdos são trabalhados com os alunos e as famílias, desenvolvendo habilidades de crianças do futuro. Conteúdo tem em todo lugar, mas a forma que ele é trabalhado para tirar a melhor forma para todos aqui na escola Waldir Garcia é diferente, esse processo é que chamamos de iniciativa transformadora”, destacou a secretária da Semed.

 

Ainda sobre a Escola Waldir Garcia, ela foi destaque no portal Uol Educação, pelo mesmo trabalho. A unidade venceu a etapa regional, do Prêmio Itaú-Unicef “Educação Integral: parcerias em construção” com o projeto “Redes de Aprendizagens: Vivências em Tutoria na Escola Waldir Garcia”, desenvolvido em parceria com o Coletivo Escola Família Amazonas (Cefa), na categoria microporte e participou da final nacional.

 

Índices educacionais
A rede municipal de ensino de Manaus alcançou, em 2017, o melhor índice de aprovação do Ensino Fundamental nos últimos 17 anos. Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e números preliminares da Secretaria Municipal de Educação (Semed), a rede obteve a aprovação de 93,1% dos alunos de 1º ao 9º ano, superando a meta de 92,2%, que havia sido estabelecida pela secretaria para o ano passado.

 

O número representou um crescimento de 10,08% no número de aprovados desde 2013, quando o prefeito Arthur Virgílio Neto assumiu o Executivo municipal e foi registrado o índice de 84%. Neste mesmo ano já havia ocorrido um aumento de 4% em relação a 2012. O segundo melhor índice de aprovação alcançado pelas escolas da Semed desde 2000, ocorreu em 2015, quando chegou a 91%.

 

A Prefeitura de Manaus também alcançou, no ano passado, resultados positivos nos índices que dizem respeito ao abandono escolar. As escolas da rede registraram apenas 1,2% de abandono, superando a meta que havia sido estabelecida em 1,4% para 2017. O número representa uma redução de 74% desde 2013. Quando chegou à prefeitura, o prefeito Arthur encontrou a rede municipal de ensino com um abando escolar de 5,4%.

 

Fotos: Márcio James / Semcom

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHsm86wkzW

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse