Notícias

Pregão para uso das casas mais antigas de Manaus será realizado na próxima terça-feira

As mais antigas casas da cidade abrigarão estabelecimentos comerciais. Localizadas em um dos pontos mais emblemáticos de Manaus, na rua Bernardo Ramos, no Centro Histórico da cidade, de números 69 e 77, a permissão onerosa de uso das residências fará parte do pregão presencial que a Prefeitura de Manaus realiza na próxima terça-feira, 9/10, às 9h.

 

O edital está disponível aos interessados no site sistemas.manaus.am.gov.br ou na Comissão Municipal de Licitação, na avenida Constantino Nery, nº 4.080 – Chapada, no horário das 8h às 14h, de segunda-feira a sexta-feira, telefone (92) 3215-6375 / 6376. O aviso de licitação foi publicado na edição 4.447, do Diário Oficial do Município (DOM), do dia 24 de setembro.

 

As casas 69 e 77 carregam em sua arquitetura uma parte da história de Manaus, do período colonial, e são consideradas as residências mais antigas da capital amazonense, construídas em 1819.

 

Depois de 10 anos fechadas e após a desistência de três empresas em operar a reforma, a Prefeitura de Manaus retomou a obra com recursos do Fundo Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultura (Funpatri), que elegeu essas casas para aplicação do recurso.

 

A obra está em fase de acabamento. As casas já receberam pinturas, novas cerâmicas e peças sanitárias. A casa 69 possui 137,86 m², onde funcionava um escritório de contabilidade, há mais de 10 anos, quando foi desapropriada pela Prefeitura por conta do valor histórico da residência. A casa de número 77, que faz esquina com o beco José Casemiro, tem 151,24m², e já foi um bar antes de ter a desapropriação aprovada.

 

Em Manaus, o Funpatri foi criado pela Lei nº 722, de 4 de dezembro de 2003, e regulamentado pelo Decreto nº 8.525, de 21 de junho de 2006.

 

Texto: Mônica Figueiredo / Manauscult

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse