Notícias

Prefeitura mobiliza comunitários da Cidade de Deus para recuperação das margens do igarapé a partir do Parque Nascentes do Mindu

A Prefeitura de Manaus vai comemorar o Dia Mundial da Água, 22 de março próximo, com uma mobilização comunitária em favor da recuperação das margens do Igarapé do Mindu, no trecho inicial do trajeto do igarapé próximo da área onde estão situadas as suas nascentes, no bairro Cidade de Deus, zona Leste. O trabalho está sendo desenvolvido em parceria pelas Secretarias Municipais de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Limpeza Urbana (Semulsp), Educação (Semed)/Ocas do  Conhecimento Ambiental e Universidade do Estado do Amazonas (UEA), começando pela mobilização da comunidade escolar da área do entorno do Parque Municipal Nascentes do Mindu, partindo em seguida para ações práticas de identificação de áreas degradadas, limpeza das margens do igarapé e plantio de espécies vegetais nativas.

 

Equipes dos órgãos municipais já estão realizando ações de sensibilização voltadas para alunos e professores das escolas municipais situadas nas proximidades do Parque Nascentes do Mindu. As primeiras unidades visitadas foram as escolas Senador Álvaro Botelho e Raul de Queiroz Menezes Veiga. Nas escolas, os alunos são convidados a fazer uma reflexão sobre a importância dos recursos hídricos para o meio ambiente e a desenvolverem trabalhos escolares sobre o tema água que serão apresentados no dia 22 de março, no Parque Nascentes do Mindu. Neste dia, será lançado o calendário de atividades de recuperação das margens do igarapé.

 

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson de Oliveira Júnior, o parque tem importância fundamental para a preservação das nascentes do Igarapé do Mindu e a intenção da programação estabelecida será ampliar esse raio de proteção para além dos muros do parque. “O igarapé logo que sai do perímetro do parque sofre diversos impactos com a presença populacional, daí a necessidade de um diagnóstico da situação para possíveis intervenções”, explicou o secretário Antonio Nelson.

 

Ao longo do ano, serão desenvolvidas atividades de recuperação das margens a partir do diagnóstico ambiental desenvolvido pelos órgãos parceiros junto com a comunidade. “Dessa forma, acreditamos que podemos mudar a realidade local da comunidade com a efetiva participação de todos no processo de melhoria ambiental do igarapé”, afirmou o diretor de Áreas Protegidas da Semmas, Márcio Bentes.  A próxima escola a ser visitada pela equipe de técnicos da Semmas, Semulsp e Ocas do Conhecimento Ambiental será a Municipal Professora Ivone Maria Barbosa.

 

Fotos: Arlesson Sicsú / Semmas

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHskPz6jDs

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas): (92) 3236-6684

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse