Notícias

Prefeitura encerra visita a IES para implantação do Contrato Organizativo em Manaus

A etapa de visitas às Instituições de Ensino Superior (IES) para tratar da implantação do Contrato Organizativo de Ação Pública Ensino-Saúde (Coapes), na rede municipal de saúde, pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), encerrou nesta terça-feira, 5/12. Nas seis instituições visitadas, por equipes da Gerência de Gestão da Educação na Saúde (Gesau) foram ouvidos coordenadores de cursos da área da saúde, que utilizam o Serviço Único de Saúde (SUS) como rede escola e cenário de práticas.

O Coapes tem por objetivo estimular uma discussão coletiva sobre os arranjos das experiências do cotidiano e a aprendizagem no serviço, possibilitando às partes, gestores e IES, assumirem responsabilidades mútuas de forma articulada ao processo de ensino-aprendizagem.

“O mais importante dessa proposta não é a assinatura do contrato em si, mas o processo de pactuação, discussão e qualificação da inserção dos estudantes no território e a integração ensino-serviço- comunidade, configurando assim a Rede Escola do SUS”, pontuou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

A psicóloga da Semsa, Paula Tatiana Bastos, técnica responsável pelas articulações de integração ensino-serviço-comunidade, destaca os objetivos do Coapes. “Nossa intenção com as visitas foi verificar, in loco, como as instituições estão se organizando para se inserir no campo da Atenção Primária e, com isso, entendermos como vamos atender a esta demanda para garantir que a integração aconteça da melhor forma possível”, afirmou a psicóloga.

Ainda segundo ela, os encontros permitiram, inclusive, que em alguns casos, que as diferentes coordenações conversassem sobre a importância dessa organização institucional, e coletiva, em prol da inserção de todos os acadêmicos da área da saúde na Atenção Primária”, observou Bastos.

Nesse primeiro momento os encontros aconteceram nas instituições que mais demandam e já utilizam o campo de prática da Semsa, especialmente em Unidades Básicas de Saúde Tradicionais e nos moldes da Estratégia de Saúde da Família, em cursos como medicina, enfermagem, fisioterapia, farmácia e serviço social. Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade Nilton Lins, Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Faculdade Estácio e Centro Universitário do Norte (UniNorte) foram as IES visitadas.

Definições
Pela Portaria Interministerial 1.127/2015, que instituiu as diretrizes para o Coapes, editada entre os ministérios da Saúde e Educação, os contratos devem conter obrigatoriamente definição dos serviços de saúde que serão campo de atuação das instituições de ensino, para o desenvolvimento da prática de formação, dentro do território. Definição das atribuições dos serviços de saúde e das instituições formadoras, em relação à gestão, assistência, ensino, educação permanente, pesquisa e extensão. Definição do processo de designação dos preceptores da rede de serviços de saúde e sua relação com a instituição responsável pelo curso de graduação em saúde ou pelo Programa de Residência em Saúde. Previsão da elaboração de planos de atividades de integração ensino-serviço-comunidade para cada serviço de saúde.

Os planos de atividades devem contemplar as diferentes atividades de ensino a serem desenvolvidas na comunidade/serviço de saúde específico; as atribuições dos profissionais dos serviços e dos docentes das instituições de ensino; a relação quantitativa estudante/docente, estudante/preceptoria de forma a atender às necessidades do ensino e da assistência de qualidade; e a proposta de avaliação da integração ensino-serviço-comunidade com definição de metas e indicadores.

— — —

Texto: Divulgação / Semsa
Fotos: Divulgação / Semsa

Disponíveis emhttps://flic.kr/s/aHskyommAz

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse