Notícias

Prefeitura apoia produção de sacos reciclados por catadores

Uma nova linha de sacos plásticos com selo de produto sustentável e 100% reciclável está sendo desenvolvida pelos catadores da Associação de Reciclagem e Preservação Ambiental (Arpa) a partir dos resíduos coletados nas ruas da cidade. O grupo recebe apoio da Prefeitura de Manaus há cerca de quatro anos para exercer a atividade, como parte das ações para a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

 

O produto foi apresentado nesta quarta-feira, 18, para representantes das secretarias municipais de Limpeza Urbana (Semulsp) e do Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (Semtrad), que devem definir as estratégias para apoiar a inserção do novo produto no mercado.

 

Fabricado a partir de sacolas plásticas catadas nas ruas, eventos e domicílios locais, o sacos plásticos da Arpa são 100% recicláveis e já estão prontos para concorrer no mercado local. “Nossa produção já começa grande. Temos no estoque 22 toneladas de material para processar e entregar prontamente em cinco dias”, detalhou o líder da Arpa, Raul Lima. A capacidade de processamento da fábrica, inicialmente, é de três mil quilos por dia, ou três milheiros de saco plástico.

 

A Semulsp, que já apoia os catadores e mantém uma estrutura de coleta seletiva que beneficia esses grupos, acionou a Semtrad para agregar profissionalismo e realizar uma consultoria de mercado para o produto.  Segundo a titular da pasta, Ananda Carvalho, será feito um diagnóstico sobre as principais demandas de entidades que realizam o mesmo trabalho e são cadastradas na prefeitura. “O estudo vai definir as diretrizes de apoio para a ampliação de novos mercados das cooperativas de resíduos”, explicou.

 

Ananda disse ainda que, embora o negócio tenha características de economia solidária, o segmento possui potencial competitivo para geração de renda e criação de novos postos de trabalho. “Vemos que a matéria-prima desses produtos é gerada em grande escala e a fábrica está inserida na área de Distrito Industrial, local em que podemos encontrar, tanto fornecedores, quanto interessados em comprar o produto final”, avaliou.

 

Apoio aos catadores

Para o secretário da Semulsp, Paulo Farias, trata-se de um produto agregado de valores sociais com a chancelaria do Município, que vem se esforçando para incentivar esses trabalhadores nos últimos anos. “Tem sido uma das prioridades do prefeito Arthur Neto impulsionar os catadores e dar condições para que esses trabalhadores conquistem mais espaço, contribuindo para a melhoria de vida de suas famílias”, lembrou.

 

Atualmente, a Prefeitura de Manaus apoia mais de 200 catadores (inseridos em 17 associações) que dividem os sete galpões viabilizados pelo Município desde 2014. “Dar suporte para que os catadores conquistarem seus espaços é uma das orientações da Política Nacional de Resíduos Sólidos do Brasil e, mais uma vez, o cenário de Manaus sai na frente com mais essa iniciativa inédita”, comemorou o subsecretário de Gestão da Semulsp, Eisenhower Campos.

 

Medindo 400 metros quadrados, o galpão cedido à Arpa está localizado na alameda Cosme Ferreira, no Zumbi II, zona Leste, e conta com 80 catadores. O local movimenta cerca de 7,2 toneladas por dia de material reciclável.

 

FOTOS: Assessoria Semtrad

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp): 92 3216-8014

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse