Notícias

Prefeitura adere a Estratégia Qualineo para redução da mortalidade neonatal

A Maternidade Moura Tapajóz, administrada pela Prefeitura de Manaus, passará a desenvolver ações para a redução da mortalidade neonatal dentro da Estratégia Qualineo, criada pelo Ministério da Saúde, por meio da Coordenação-Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno (CGSCAM/DAPES/SAS), para reduzir as taxas de mortalidade neonatal, ou seja, com até 28 dias de vida, e qualificar a atenção ao recém-nascido nas maternidades.

 

Durante a solenidade de assinatura do termo de adesão e compromisso, realizada na Maternidade Ana Braga, no São José, zona Leste, nesta quarta-feira, 26/7, o secretário municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi Alves, destacou as ações que a administração municipal já desenvolve na Moura Tapajóz, inclusive a de estímulo ao aleitamento materno, como parte dos programas para reduzir a morte de recém-nascidos.

 

“Estudos da Universidade Federal do Rio de Janeiro indicam que crianças que são amamentadas por mais de um ano de vida têm maior Q.I, maior escolaridade e maior nível de renda. Uma das orientações do prefeito Arthur Virgílio Neto é que nossos profissionais tenham acesso permanente a capacitações para que possam oferecer o melhor atendimento às mães e seus bebês”, ressaltou Magaldi.

 

Também assinaram o compromisso, representantes da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), gestores das maternidades e consultores da Coordenação-Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde.

 

Qualineo

A Estratégia Qualineo reúne as principais ações desenvolvidas pelo Ministério da Saúde para garantir ao recém-nascido o melhor início de vida e que hoje são ofertadas e acompanhadas de maneira isolada, como é o caso da Iniciativa Hospital Amigo da Criança, qualificação e habilitação de leitos neonatais, Atenção Humanizada ao Recém-Nascido de Baixo Peso (Método Canguru), Bancos de Leite Humano, Reanimação Neonatal e Transporte Neonatal.

 

Com o Qualineo, o Ministério da Saúde pretende focar no recém-nascido como forma de dar continuidade à qualificação perinatal iniciada com a Rede Cegonha, que permitiu a melhoria da atenção à mulher desde o planejamento reprodutivo até a gestação, parto e pós-parto.

 

Participam das ações secretarias de saúde de 10 estados prioritários do Norte e Nordeste, escolhidos por concentrarem as maiores taxas de mortalidade neonatal do país. São eles Amapá, Amazonas, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Piauí, Roraima e Sergipe. O Ceará também faz parte do grupo, mas foi escolhido por ser um centro de referência da Rede Cegonha.

 

Em cada estado foram selecionadas três maternidades que receberão a estratégia neste primeiro momento e a replicarão posteriormente nos demais serviços. A seleção das maternidades levou em conta critérios como ser referência no Método Canguru, ou ser hospital de ensino ou ser a maternidade que concentra o maior número de óbitos neonatais absolutos do estado.

 

A previsão é concluir a qualificação das maternidades prioritárias na estratégia do Qualineo em 24 meses. Por meio do monitoramento de indicadores assistenciais, os serviços que apresentarem melhoria da atenção neonatal receberão um selo de certificação que os tornará aptos a matriciar a qualificação em outros estabelecimentos.

 

Texto: Sandra Monteiro

Fotos: José Nildo / Semsa

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHsm1LbH3N

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): (92) 3236-8315

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse