>

Notícias Especiais

NAVEGUE PELA HISTÓRIA DA REVITALIZAÇÃO DA PRAÇA
A origem, fotos antigas, curiosidades e muitos mais disponível em poucos cliques

Use o teclado ou mouse para navegar

Espaço que transcende gerações e que marca uma mudança histórica no cotidiano da cidade, a Praça XV de Novembro, mais conhecida como Praça da Matriz, será novamente aberta ao público na próxima quarta-feira, 15/11, pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, depois de ter recebido as ações de revitalização da prefeitura. As obras representam o resgate e a valorização do Centro Histórico de Manaus.

Use o teclado ou mouse para navegar

Origem da Praça da Matriz

A praça da Matriz (XV de Novembro) carrega marcas de um passado que ainda hoje se faz presente no Centro Histórico de Manaus. Para o doutor em História Social, Otoni Mesquita, a origem da Matriz se mistura ao desenvolvimento da cidade. “Uma praça não é somente um elemento decorativo. Ela é, principalmente, para agregar e sensibilizar as pessoas, para que haja uma troca, uma conversa tranquila”, destacou ao falar sobre a importância da recuperação do espaço.

Do vendedor de pipoca e rala-rala aos batizados nas manhãs de domingo, passado e presente se encontram. As marcas estão presentes em cada espaço e a relação da Matriz com a história da capital amazonense começou em 1695, quando, logo após a fundação da cidade de Manaus, a Capela Nossa Senhora da Conceição – a Igreja Matriz – começou a ser construída por missionários carmelitas.

Use o teclado ou mouse para navegar

Relógio Municipal será entregue totalmente restaurado

O Relógio foi instalado na avenida Eduardo Ribeiro em 1927. Seu maquinário foi importado da Suíça e montado em base de pedra pelos antigos ourives da Cidade de Manaus. Nele há uma frase gravada, em latim, em volta do mostrador – “vulnerant omnes, ultma necat”, que em tradução livre diz: “todas ferem, a última mata”, significando que para tudo a um tempo de acabar, até mesmo a vida. As palavras lembram que um dia todos enfrentarão um momento crucial, para o qual nunca se está preparado, porque não há como saber a data exata de tudo.

Use o teclado ou mouse para navegar

Com 90 anos de existência, o Relógio Municipal será reinaugurado na próxima quarta-feira, 15/11, juntamente com a entrega oficial da praça da Matriz. O monumento foi completamente restaurado, revelando uma história que atravessa gerações. “Olhar para o Relógio é lembrar-me do meu pai e recordar toda a minha infância. Meu pai morreu falando desse relógio e me pediu que, quando ele se fosse, eu assumisse a missão que ele tanto se dedicou em vida. E aqui estou”, disse emocionado Fausto Sahdo, herdeiro e atual permissionário do Relógio Municipal.

Use o teclado ou mouse para navegar

Permissionárias acompanham últimos retoques da obra da Matriz

Ainda na década de 60, Deusdete Fonseca de Lima, montou sua primeira banca de comida no início da escadaria da Catedral Metropolitana de Manaus e por anos foi a única pessoa que ali trabalhava. Depois de algum tempo, novas mulheres se tornaram protagonistas nessa história e passaram a compor o comercio de comidas típicas da praça da Matriz. As permissionárias tiveram a oportunidade de acompanhar os retoques finais dos seus quiosques, que serão inaugurados na grande festa de reabertura da Matriz.

Use o teclado ou mouse para navegar

“Entrar aqui me deixa emocionada, eu lembro de cada detalhe, desde o primeiro dia que eu comecei a trabalhar nessa praça. Eu agradeço muito a Deus e ao prefeito Arthur Virgílio Neto por resgatar parte da minha história”, comentou Deusdete Fonseca, hoje com 89 anos.

Os costumes e ensinamentos no preparo dos alimentos, há 50 anos foram passados de geração a geração e, hoje, quem assumirá a banca será sua filha, Doralice Lima Seabra, 64. “Eu trabalho aqui a mais de 30 anos, eu cresci nessa praça e tudo o que sei foi minha mãe quem me ensinou. Estou muito ansiosa para voltar a trabalhar nesse lugar. Foi aqui que eu cresci e isso significa muito para minha vida”, disse a filha da dona Deusdete.

Valcirene Nogueira de Morais, 63, que trabalhou na Matriz por 20 anos, diz que ter a praça entregue de volta para a população é um verdadeiro presente. “Foi o melhor presente que esta gestão podia nos dar. Eu não vejo a hora de voltar a usar esse presente, que não é só meu, mas de toda a nossa cidade e cada um dos manauaras merece usufruir desse lugar lindo”, falou.

Use o teclado ou mouse para navegar

Arborização histórica da Matriz ganha reforço

As lembranças da Manaus Antiga, sobretudo do período em que a Praça XV de Novembro – a Matriz – marcou o início do desenvolvimento arquitetônico da cidade, estão presentes nos monumentos históricos, em cada canto da praça e também nas árvores centenárias. E para valorizar ainda mais o resgate da identidade do espaço, a prefeitura realizou um amplo trabalho de recomposição da arborização da Matriz.

Foram 62 novas árvores plantadas e mais de sete mil mudas ornamentais distribuídas em 21 canteiros. Uma das novidades do projeto paisagístico do logradouro é a inclusão de oitizeiros no passeio público da rua 15 de Novembro, em frente ao Terminal da Matriz, com o plantio de 20 mudas da espécie. A Matriz agora conta com 163 árvores, incluindo as novas plantadas e as já existentes. O plantio integra as ações do projeto “Arboriza Manaus”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas).

Use o teclado ou mouse para navegar

Reinauguração terá ‘Celebração de Bênçãos’ e shows musicais

A Praça XV de Novembro – a conhecida Praça da Matriz – será entregue à população, pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, na próxima quarta-feira, 15/11, com uma ‘Celebração de Bênção’ e shows musicais. A programação se iniciará às 16h e contará com a presença do Arcebispo Metropolitano de Manaus, dom Sérgio Eduardo Castriani, entre outros convidados.

Os cantores Lucilene Castro, Zezinho Correa e Nunes Filho se apresentarão no palco montado na lateral da avenida Eduardo Ribeiro, próximo ao Relógio Municipal. A partir das 17h, o coral da escola Jackson Damasceno fará sua apresentação e, às 17h30, haverá o momento de celebração da reinauguração da praça, com os badalos dos sinos da igreja, às 18h, para em seguida ser realizado o descerramento da placa. Por volta das 18h20, Lucilene, Zezinho e Nunes voltam ao palco para continuar suas apresentações.

Use o teclado ou mouse para navegar

A Nova Praça da Matriz

A Matriz recebeu ações de pinturas, instalação de bancos com icnografias da Belle Époque, instalação de gradis e jardinagem. Também foram trocados os pisos das calçadas com pedras de São Tomé e houve a construção de novas bancas de comida típicas, revista e o posto policial.

No antigo aviaquário foram encontradas pedras jacarés e lióz da criação original, vindas diretamente de Portugal. O local será isolado e servirá como uma espécie de sítio arqueológico, onde a população poderá observar os achados da história. Neste ponto, as obras continuam e estão bem avançadas, respeitando todas as recomendações do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Haverá ainda intervenção no chafariz, que, por conta do encerramento das atividades do programa federal “Monumenta”, ainda será restaurado.

Use o teclado ou mouse para navegar

As obras foram estendidas para o entorno, com o recapeamento da rua Floriano Peixoto, confecção de meio-fio, sarjeta e pintura das paradas de ônibus.  O prefeito em exercício de Manaus, Marcos Rotta, esteve no local para acompanhar os serviços realizados pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf).

 

 

Ao todo, as três pistas da avenida Floriano Peixoto recebem repavimentação asfáltica em aproximadamente um quilômetro de extensão. Os serviços também vão incluir a pintura das 19 paradas de ônibus da área, além de reparo nos bancos, cobertura e piso.

Use o teclado ou mouse para navegar