Notícias

Pessoas em situação de rua participam de festa carnavalesca

O carnaval chegou colorindo os corredores do Centro Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro Pop) e do Serviço de Acolhimento Institucional (SAI) Amine Daou. Desde o início da semana, usuários das duas instituições, gerenciadas pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), confeccionam fantasias e adereços para o Folia Pop Rua, que aconteceu na tarde desta quinta-feira, 23/2.

 

“Este é um trabalho da Prefeitura de Manaus desenvolvido, por meio da Semmasdh, durante o ano inteiro. O objetivo é fazer a reintegração destes usuários na sociedade, ou seja, o resgate da cidadania. Em uma festa como essa, eles se sentem inseridos na sociedade, pois o carnaval é a maior manisfestação da cultura popular de nosso país”, destacou o secretário da Semmasdh, Elias Emanuel.

 

Pelo menos 100 pessoas em situação de rua participaram da confraternização, que teve como objetivo mostrar aos participantes, que é possível “pular” o carnaval de maneira consciente sem o uso de entorpecentes, além de trazer a esses usuários a alegria que faz parte do período momesco.

 

“Uma das exigências que fizemos era que para participar do Folia Pop Rua, a pessoa tinha que estar sóbria, ou seja, sem ter utilizado qualquer tipo de substância química. Queremos mostrar para eles que a alegria está na vida e não nas drogas”, afirmou João Victor, gerente do Centro Pop.

 

Ao som das tradicionais marchinhas de carnaval, puxadas pela escola de samba A Grande Família, o bloco percorreu ruas do Centro até chegar à quadra esportiva da Semmasdh, onde foram realizadas atividades lúdicas, sorteios de brindes e apresentação das marchinhas compostas pelos técnicos das duas instituições.

 

Para o usuário do Centro Pop, Edcarlos Alves do Nascimento, 36, que frequenta a instituição por três anos, um evento como este é muito gratificante, pois passam a ser reconhecidos como cidadãos.

 

“Depois que comecei a frequentar o Centro Pop, tive uma grande melhora em minha vida, pois consegui tirar toda minha documentação e, já não utilizo substâncias químicas”, afirmou Edcarlos.

 

Prevenção

Antes de iniciar a folia, os usuários tiveram a oportunidade de realizar o teste rápido (fluído oral) para identificação de HIV, além da distribuição de preservativo e orientação sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’S), em parceria com o Projeto Viver Melhor Sabendo, da Secretária Municipal de Saúde (Semsa).

 

Reportagem: Alexsandro Machado

Fotos: Divulgação / Semmasdh

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHskSbcKWa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh): 3215-4616

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse