Notícias

‘Natal do Abraço’ contagia crianças, adultos e idosos no Japiim

O Natal é para todas as idades. E isso foi comprovado, mais uma vez, na noite de quinta-feira, 13/12, durante a edição do “Natal do Abraço” ocorrida no Parque Lagoa Senador Arthur Virgílio Filho, Japiim, zona Sul de Manaus. Crianças, adultos e idosos se deixaram contagiar pelo clima de festa, encanto, magia, se divertiram e interagiram com as atrações culturais preparadas para eles.

 

13-12-18 - Natal do Abraço - Lagoa do Japiim

 

Para uma plateia formada, em sua maioria, por crianças, as apresentações tiveram início com a apresentação dos meninos e meninas do projeto de percussão “Curumim na Lata”, do Centro Municipal de Arte-Educação (Cmae) Aníbal Beça. Regidos pelo professor Jorge Farache, o grupo fez uso de latões, esqueletos de tábuas de passar e de fogões, entre outros, para entoar músicas natalinas. O resultado agradou a todos.

 

Além de música, o Curumim na Lata trabalha a educação ambiental, ensinando sobre formas de reaproveitamento de resíduos que seriam descartados. A maioria dos instrumentos utilizados pelos integrantes do projeto são produzidos com materiais recicláveis, pedaços de latas, madeiras, papelão, entre outros, o que reforça a proposta do projeto.

 

O coral “Rosas de Ouro”, do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Japiim, formado por 55 idosos, também cantou e emocionou ao público. Conforme a coordenadora do Cras Japiim, Silvia Leão, mesmo com pouco tempo de treino todos se esforçaram para fazer o melhor e participar, em grande estilo, do Natal do Abraço.

 

“Para eles, assim como para nós, que trabalhamos com eles, é muito gratificante participar de um evento como esse, eles ficam felizes com a oportunidade. Isso oportuniza, mas também potencializa os sentidos deles, motiva, porque eles não estão mais ociosos. É uma mudança de vida que não tem preço. Agradeço a todos do Natal do Abraço pela oportunidade dessa emoção, para eles e para mim”, agradeceu Silvia.

 

 

Depois que o grupo Rosas de Ouro encerrou a apresentação subiu ao palco a turma do Parque Cidade da Criança, com seu espetáculo “O Mágico Natal do Abraço – A Magia Continua”. Com mensagens sobre o verdadeiro espírito natalino, em que o amor, a paz e os sentimentos cristãos são os mais importantes, o espetáculo deixou crianças, adultos e idosos com brilho nos olhos.

 

Uma das mais animadas com os personagens natalinos e com a chegada do Papai Noel foi Maria de Lurdes Barros, 82, moradora do Japiim. Ela dançou, cantou e abraçou muito o bom velhinho e a Mamãe Noel. “Gostei muito de tudo, dos personagens e, principalmente, do Papai Noel. Foi muito animado e eu me senti muito feliz de estar aqui. Valeu a pena. Muito obrigada por essa alegria”, disse com um sorriso largo.

 

Quem também ficou muito satisfeito com o Natal do Abraço foi Ribeiro Staney, 50. Morador do Japiim há mais de 40 anos, ele levou os dois filhos, uma menina de 9 e um menino de 13 anos, para prestigiarem o Natal do Abraço na Lagoa do Japiim. Para ele, foi muito importante para comunidade receber as apresentações, sobretudo, devido as mensagens que são repassadas para o público.

 

“Todas as apresentações foram bonitas, significativas, mas gostei especialmente do espetáculo ‘O Mágico Natal do Abraço’. Gostei das mensagens. Ele nos dá a entender que todos nós precisamos ser mais humildes e nos esforçar pela paz, tanto na comunidade quanto na nossa própria casa. Aí você vê, ainda mais, que muitas vezes é o simples que torna a nossa vida mais feliz”, falou Staney.

 

O Natal do Abraço é o conceito adotado pela Prefeitura de Manaus, por meio do Fundo Manaus Solidária, desde o ano passado para decoração da cidade, idealizado pela presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, que identificou a necessidade de resgatar valores genuínos do Natal e que vê no abraço uma das mais significativas manifestações de afeto, acolhimento, amizade e solidariedade.

 

“Não há nada que não possa ser mudado, melhorado ou amenizado após um abraço acolhedor e é isso que desejamos que as pessoas percebam. Que o bom, o que é verdadeiro, o que é importante e o que fica são as boas lembranças e o acolhimento que os abraços nos proporcionam. E é esse cuidado, esse carinho, respeito e solidariedade que queremos imprimir na decoração, nos atos e nas vidas das pessoas. Nosso desejo, do prefeito Arthur Virgílio Neto e meu, é que o Natal seja dos sentimentos genuínos”, afirmou Elisabeth.

 

— — —

Texto: Michele Gouvêa / Manaus Solidária

Fotos: Karla Vieira / Manaus Solidária

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHsmotA4xW

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse