Notícias

Manaus Previdência adere à campanha de prevenção ao suicídio

O Brasil é o oitavo país em número de suicídios, com 11.821 mortes registradas em 2012, de acordo com o levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Ainda segundo o estudo, a cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio, tendo maior índice entre pessoas com idade entre 70 anos ou mais. A prevenção do suicídio e a rede de serviços em saúde mental disponíveis no Estado foram os temas da palestra da professora doutora Iolete Ribeiro da Silva e da especialista em saúde mental, Diana Oliveira da Silva, na tarde desta terça-feira, 19/9, aos servidores da Manaus Previdência, em alusão à campanha do Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio.

 

A sensibilização quanto ao suicídio deve ser discutida lembra a assistente social da previdência municipal, Darla Gondim. Quando direcionado ao serviço público, destaca, o objetivo é mostrar aos servidores a associação do problema à depressão, na maioria dos casos. E que essa doença, assim como as demais interligadas ao lado psiquiátrico, possui tratamento.

 

 

“É importante enfatizar os mecanismos para a prevenção do adoecimento, não apenas cuidar do problema quando já constituído. As formas mais eficazes de prevenção são a prática de atividades físicas e passar tempo com a família, ou seja, criar estratégias que contribuam para a promoção da qualidade de vida do servidor’’, observa Darla.

 

“O ambiente de trabalho no serviço público é mais um espaço para falar sobre a prevenção ao suicídio e abrir esse espaço é quebrar os tabus em torno do suicídio, proporcionar o diálogo sobre as situações, ambientes e ações que contribuem para dar sentido à vida, sejam estas o fortalecimento dos vínculos familiares, de amizade, lazer, atividade física, arte, psicoterapia, e um bom ambiente de trabalho’’, orienta a psicóloga da autarquia, Stefani Dias.

 

Impactos

Enfatizando que tratar abertamente o assunto é a melhor forma de prevenir atitudes suicidas, Iolete reconhece que a abordagem do tema é difícil, à medida que a possibilidade da ação suicida impacta muito as pessoas. “É no Amazonas que está o município com o maior índice de suicídios do Brasil, Tabatinga, devido a toda uma peculiaridade que envolve a população indígena daquele lugar”, lembra, acrescentando, porém, que é importante entender que o que motiva o suicídio não está relacionado somente à pessoa, e sim a um contexto mais coletivo. “Então, todos são responsáveis pela criação de uma rede de cuidados e apoio mútuos. É importante entender os sinais de quem está pensando em se suicidar e, a partir daí, oferecer apoio”, orienta.

 

A rede de apoio especializado pode ser encontrada em Manaus e em alguns municípios, como esclareceu a especialista em saúde mental e enfermeira do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Silvério Tundis, Diana Oliveira da Silva. Em todo o Estado, segundo Diana, existem 23 CAPS, sendo quatro em Manaus (ver quadro abaixo). No interior, os CAPS estão mais focados para os transtornos mentais, com exceção do município de Manacapuru, que possui duas unidades, uma para transtorno mental e outra, para álcool e drogas.

 

Em Manaus, há o CAPS direcionado para o atendimento infanto-juvenil (CAPSi); outro para álcool e drogas (III), e dois direcionados para atendimento de transtornos mentais em adultos. Desses quatro, três são da rede municipal de saúde. “Quem procurar um CAPS deve apresentar a carteira de identidade e o cartão do SUS, passar por um acolhimento onde um profissional verificará se o caso é de CAPS ou pode ser direcionado para outros pontos da rede. O CAPS é focado nos casos mais graves, que passado essa fase, pode ser disponibilizado para outros pontos da rede de atendimento, que incluem policlínicas e UBS, incluindo a Estratégia de Saúde da Família”, informa.

 

SERVIÇOS EM SAÚDE MENTAL DISPONÍVEIS

ONDE PROCURAR AJUDA
Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) – Manaus *
Unidade Especialidade Endereço Telefone
CAPS III Benjamin Matias Fernandes Transtornos metais (adultos) Av. Maneca Marques, nº 1.916 – Parque 10

(92) 3214-9172

98842-7414

 
CAPSi Infantojuvenil Leste Crianças e adolescentes Av. Adolfo Ducke, nº 1.221, Conj. Acariquara – Coroado (92) 3644-3201
 
CAPS Dr. Afrânio Soares Álcool e drogas Av. Ephigênio Sales, nº 5, Conj. Jardim Espanha – Aleixo

(92) 3644-3371

98842-6663

 
CAPS Silvério Tundis Transtornos metais (adultos) Av. Sete de Maio, s/n – Santa Etelvina (92) 3652-3150

* Os CAPS funcionam de segunda a sexta, em horário comercial

 

Texto: Kamila Cavalcante e Marcia Claudia Senna /Manaus Previdência

Fotos: Marinho Ramos / Semcom

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHsm4DmRLC

Assessoria de Imprensa da Manaus Previdência: (92) 3186-8029

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse