Notícias

Manaus participa de pesquisa sobre HPV no Brasil

Manaus vai participar da pesquisa “Prevalência do Papilomavírus (HPV) no Brasil”, coordenada pelo Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre, em parceria com o Ministério da Saúde. Para iniciar o projeto na capital amazonense será promovida na próxima quarta-feira, dia 11, na Escola de Serviço Público Municipal e de Inclusão Socioeducacional (ESPI), uma reunião com enfermeiros das cinco Unidades Básicas de Saúde (UBSs) que serão incluídas na pesquisa.

 

Na reunião, que deverá contar com a participação da coordenadora nacional da pesquisa, Eliana Wendland, será feita a apresentação detalhada do projeto e a capacitação de profissionais para a abordagem do público pesquisado e sobre o método de coleta de material para exame. Entre os dias 11 e 13 também estão previstas visitas às UBSs.

 

A chefe do Núcleo de Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e coordenadora local da pesquisa, Rita de Cássia Castro de Jesus, explica que a previsão é que a pesquisa tenha início em fevereiro. “A reunião será um momento para apresentar o projeto com mais detalhes e capacitar enfermeiros que atuam nas cinco UBSs selecionadas nos cinco Distritos de Saúde”, disse.

 

As cinco UBSs selecionadas são Morro da Liberdade (zona Sul), Bairro da Paz (zona Oeste), Avelino Pereira (zona Leste), Armando Mendes (zona Norte) e Pau Rosa (zona Rural).

 

O objetivo da pesquisa é determinar a prevalência nacional da presença do vírus HPV e seus tipos (em especial 6, 11, 16 e 18) em homens e mulheres de 16 a 25 anos, de diferentes regiões do país. O levantamento será realizado nas 27 capitais brasileiras, incluindo o Distrito Federal, onde será coletado material cervical, peniano e bucal junto aos participantes.

 

De acordo com Rita de Cássia, a principal preocupação é com o aumento da incidência do HPV entre a população, sendo um vírus que pode desenvolver agravos como o câncer de colo de útero e de pênis.

 

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, destaca que a Semsa já toma medidas de prevenção ao HPV e suas consequências para a saúde na rede municipal, como a distribuição de preservativos para o combate às infecções sexualmente transmissíveis e a vacinação para meninas.

 

“A partir deste ano a vacina contra o HPV está sendo oferecida também para os meninos, ampliando o universo de pessoas protegidas a fim de reduzir significativamente, em um futuro próximo, a ocorrência de infecções pelo vírus e, em especial, o câncer de colo uterino”, afirma o Homero, assinalando que no Amazonas a incidência deste tipo de câncer ocupa o primeiro lugar entre aqueles que atingem as mulheres, enquanto no Brasil o primeiro lugar é o câncer de mama.

 

Ainda de acordo com o secretário considera que a pesquisa sobre a prevalência do Papilomavírus (HPV) é um importante instrumento para ajudar a avaliar, com dados mais concretos e por região, o cenário nacional de risco e permitir a definição, se necessário, de novas estratégias de controle.

 

Texto: Eurivânia Galúcio

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse