Notícias

Manaus lidera em crescimento proporcional de arrecadação entre as capitais

Com aumento de receita de 16%, Manaus ostenta o primeiro lugar do ranking de crescimento proporcional de arrecadação entre as 12 cidades mais populosas do país, superando assim a cidade de São Paulo, que apesar de ter o maior valor absoluto de arrecadação entre as cidades pesquisadas, obteve um crescimento de apenas 6%, de acordo com matéria publicada no jornal O Globo, desta segunda-feira, 30/12.

 

Manaus lidera em crescimento proporcional de arrecadação entre as capitais

 

O estudo comparativo, entre os anos de 2018 e 2019, publicado pelo jornal, se baseou em dados analisados até o dia 26 de dezembro, disponibilizados pelas secretarias de finanças e portais da transparência dos municípios.

 

Em 2018, Manaus arrecadou R$ 4.975.605.027,59 aumentando esse número este ano para a quantia de R$ 5.767.136.051,03, o que na prática significa um aumento de 16% na arrecadação.

 

Para o prefeito Arthur Virgílio Neto, o crescimento de arrecadação é resultado de uma política focada no equilíbrio fiscal, o que se tornou uma marca de Manaus em todo o país. “Somos referência de equilíbrio econômico em todo o Brasil, assim como ostentamos a melhor Previdência do país e agora nos tornamos em exemplo de arrecadação. Isso que nos credencia a ter os empréstimos que nos garante uma autossuficiência e nos proporciona estarmos como o maior volume de obras em andamentos da história de Manaus. Demos uma subida significativa e tenho certeza que ano que vem será maior ainda”, estimou o prefeito.

 

O secretário municipal de Finanças e Tecnologia da Informação, Lourival Praia, explicou que apesar de Manaus ter alcançado um equilíbrio fiscal baseado em uma política austera no custeio, muito vem se investindo em ações de arrecadação.

 

“Tivemos melhorias substanciais na arrecadação do Imposto Sobre Serviços, o ISS, que representa um imposto muito importante para todo o país. Nós estamos fazendo muitos investimentos para aumentar a arrecadação, com sistemas novos, e ainda  acabamos de lançar o programa Nota Fiscal Premiada e encerramos recentemente o Programa de Recuperação Fiscal Municipal, o  Refis 2019”, explicou o secretário .

 

Segundo ele, ainda há uma estimativa de crescimento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), após a criação do Mapa de Manaus, que vai identificar toda a cidade por meio de um levantamento minucioso de imagens e informações.

 

“Temos a mesma preocupação com o IPTU, e estamos trabalhando forte para aumentarmos mais ainda a arrecadação para o ano que vem”, finalizou Praia.

 

Texto – Ulysses Marcondes / Semcom

Fotos – Alex Pazuello e Mário Oliveira / Semcom

 

Disponíveis emhttps://flic.kr/p/27hXgWnhttps://flic.kr/p/2i5xhYb , https://flic.kr/p/2gTDfxj e https://flic.kr/p/2hVppB9

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse