Notícias

Inscrições para Simpósio de Plantas Medicinais e Fitoterápicos serão encerradas no próximo dia 16

As inscrições para o I Simpósio de Plantas Medicinais e Fitoterápicos, que será promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), entre os dias 9 e 11 de agosto, serão encerradas no dia 16/7. O Simpósio tem como tema “Da tradição à ciência” e vai abordar, além das pesquisas avançadas na área, os conhecimentos também. O evento está vinculado à III Semana Municipal de Plantas Medicinais e Fitoterápicos.

 

Além da submissão de trabalhos científicos haverá um concurso de desenho. Para os participantes será concedido certificado com 20 horas complementares.

 

Segundo o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, o I Simpósio Municipal de Plantas Medicinais e Fitoterápicos foi criado para motivar as discussões entre especialistas na área como também conhecedores do saber tradicional.

 

“O Simpósio pretende, acima de tudo, atualizar conhecimentos, promovendo o compartilhamento de informações importantes e valorizar os aspectos culturais locais no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS)”, declarou Magaldi.

 

As ações correlatas ao evento têm o objetivo de promover o uso de plantas medicinais e fitoterápicos, em consonância com as diretrizes da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPICS) e da Política Nacional e do Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos (PPNPMF).

 

O evento está sendo organizado pela Comissão Executiva da Gerência de Assistência Farmacêutica (GAF), da Semsa, pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

 

A intenção dos organizadores é promover entre convidados de diferentes instituições, nacionais e estrangeiras, apresentações de trabalhos, palestras e mesas redondas relacionadas ao cultivo, melhoramento, produção, controle de qualidade, biotecnologia e saúde pública, entre outras áreas de investigação. Acontecerá também exposição de trabalhos científicos, concurso de desenho, feira de produtos agroecológicos, além de apresentações culturais.

 

Segundo a gerente de assistência farmacêutica da Semsa, Mie Muroya, o evento busca compartilhar conhecimentos e saberes sobre as plantas medicinais e fitoterápicos, de forma gratuita com acadêmicos, profissionais de saúde, professores, pesquisadores e usuários em geral.

 

“Nós estamos convocando acadêmicos, profissionais e especialistas a participarem como ouvintes ou para apresentarem trabalhos importantes na área em questão. Serão três dias de intensas discussões acerca de um assunto que levará, certamente, a processos de cura por meio do que a floresta oferece. E as inscrições podem ser feitas no site do evento: www.simposiosemsa.wixsite.com/simposiosemsa”, destacou Mie.

 

 

Farmácia Viva

O Simpósio faz parte de um grande programa chamado “Farmácia Viva”, criado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio de edital do Ministério da Saúde (MS) e com a parceria da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

 

No ‘Farmácia Viva’, o processo de cultivo, coleta e secagem das plantas da Farmácia Viva será feita pela Embrapa. Inicialmente serão cinco espécies, escolhidas a partir de critérios como curto tempo para produção – de seis a 12 meses – e adaptação ao clima da região: açafrão-da-terra (Cúrcuma longa), com propriedade antiinflamatória; picão preto (Bidens pilosa), um hipoglicemiante (usado no tratamento de pacientes com diabetes); marupazinho (Eleutherine plicata), recomendado para diarreia e desinteria; melhoral, anador (Justicia pectoralis), prescrito para dores e mal estar geral de gripes e resfriados; e assa peixe (Vernonia ruficoma ouVernonia polyanthes), para sintomas gastrointestinais e respiratórios.

 

Dentro das diretrizes do programa estão a dispensação das primeiras espécies de plantas consideradas medicinais em cinco Unidades Básicas de Saúde (UBSs), após 14 meses do início do projeto.

 

A Faculdade de Farmácia da Ufam irá receber a matéria-prima (plantas in natura) para transformá-las em dois produtos: extrato seco padronizado (pó) e plantas moídas. O primeiro posteriormente será dispensado em forma de cápsulas e o segundo, em sachês para chás medicinais. A produção anual estimada será de 140 kg de extrato e 150 kg de planta seca moída. Para possibilitar a ampla utilização, os compostos vegetais passarão pela caracterização qualitativa e quantitativa dos princípios ativos, fornecendo os requisitos de qualidade, efetividade e segurança exigidos em uma preparação farmacêutica.

 

No Farmácia Viva da Semsa será realizada a produção de fitoterápicos por meio do processo de encapsulação do extrato seco padronizado e a preparação dos sachês de chás medicinais, com pesagem e lacre automatizados. No primeiro ano do projeto está prevista a estruturação física de um prédio da Prefeitura de Manaus, localizado na avenida Darcy Vargas.

 

A meta é produzir anualmente 30 mil sachês 300 mil cápsulas de fitoterápicos. Essa quantidade foi baseada no quantitativo de comprimidos e cápsulas de fitoterápicos industrializados distribuídos nas farmácias da Semsa em 2014 e 2015, de aproximadamente 1 milhão unidades e mais de 300 mil frascos de xarope de Guaco (Mikania glomerata), o que representou  923 mil reais como custo total de aquisição.

 

O projeto prevê, ainda, a capacitação de 600 profissionais, que irão atuar desde a produção até a prescrição dos medicamentos. O objetivo é formar equipes para atuar na área e promover o uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos aos usuários, inicialmente aqueles atendidos em cinco unidades de saúde da Semsa. Foi escolhida uma Unidade em cada zona da cidade, incluindo a rural: UBS Doutor José Figliuolo (Norte), Farmácia do bairro Aparecida (Sul), UBS Enfermeira Ivone Lima (Leste), UBS Mansour Bulbol (Oeste) e UBS São Pedro (Rural).

 

Texto: Agnaldo Oliveira Júnior/Semsa

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): (92) 3236-8315

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse