Notícias

Indígenas Warao mostram arte e cultura em exposição mista

Quinze indígenas venezuelanos da etnia Warao, atendidos pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), participaram, na manhã desta quarta-feira, 6/12, de uma exposição de artesanato realizada em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), localizada na avenida Valdomiro Lustosa, Japim, zona Sul.

Na “Exposição Mista de Projetos Escolares e Projetos de Migração” estudantes de escolas públicas estaduais expuseram trabalhos mostrando a cidade, lendas e contos, além de apresentações de peças teatrais e danças regionais. Dois indígenas da casa de acolhimento do Vale do Sinai e 12 da casa do Tarumã foram convidados a expor suas peças de artesanato e também fizeram uma apresentação artística.

“O que está acontecendo aqui é um intercâmbio cultural, no qual as pessoas podem observar o trabalho dos indígenas Warao, não só a questão de expor artesanato, mas mostrar o que de fato nós trabalhamos com eles, que é a educação e a inclusão social”, destacou a Gerente de Atendimento aos Indígenas Warao e suas Famílias, Mirna Vasconcelos Leal.

O convite para a participação na exposição surgiu após a Gerência de Atendimento Educacional à Diversidade do Departamento de Políticas e Programas Educacionais da Seduc conhecer o trabalho que os indígenas realizam nas casas de acolhimento, destacando os que produzem artesanato utilizando palhas de buriti e criam bijuterias com objetos regionais.

“Expor o trabalho que os indígenas fazem com o artesanato é uma forma que a Secretaria criou para acolher e dar o que é direito do migrante, a educação. Nesse sentido a presença dos indígenas Warao faz com que os estudantes e as pessoas, tenham uma proximidade maior com a cultura e conheçam quem eles são, como vivem e de que forma buscam o sustento”, disse a Pedagoga da Gerência de Atendimento Educacional à Diversidade da Seduc, Tatyanna Afonso.

Acolhimento

Atualmente quatro espaços de acolhimento provisório abrigam 79 indígenas venezuelanos. Esses espaços são de responsabilidade da Prefeitura de Manaus, onde são feitas visitas rotineiras por técnicos da Semmasdh para acompanhar a situação das famílias.

— — —

Texto: Ianca Beatriz / Semmasdh

Imagens: Altemar Alcântara

Disponíveishttps://flic.kr/s/aHsksCinsU

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh): 3215-4616 / 98842-2266

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse