Notícias

Idosos têm dia de aprendizado e diversão visitando o Museu do Índio

Uma manhã de aprendizado e diversão, que deixou os idosos institucionalizados na Fundação Doutor Thomas (FDT) com o sentimento de gratidão ao conhecerem pela primeira vez o Museu do Índio. A visita foi promovida pela Prefeitura de Manaus, nesta sexta-feira, 26/4, dentro do projeto “Cultura e Turismo”.

 

26.04.19. Idosos do Dr Thomas fazem passeio turístico

 

Nas seis salas do museu, os idosos aprenderam sobre os rituais e viram os objetos usados pelas tribos Tukana, Tikuna, Banivwa, Yanomami e Xavante, além de conhecerem as salas divididas pelos temas: organização social, cerâmica, trançados, usos e costumes, ritos, músicas e danças e memória.

 

O Museu do Índio foi fundado pela Madre Maddalena Mazoni. O guia Miguel Simões, 27, disse que essas visitas são a fonte de conhecimento nesta fase da vida. “Esse é o segundo grupo de idosos que recebemos e estamos felizes com a escolha da instituição. O museu é uma oportunidade de conhecer mais a cultura indígena e se reconectar com as entidades que fazem parte da história do Amazonas”, disse.

 

Dentro da programação anual da FDT, os idosos têm um calendário com várias visitas agendadas e as escolhas dos locais são feitas através de reuniões realizadas com eles. Com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos residentes, é feita uma divisão de acordo com o grau de locomoção de cada um, para que todos possam ter o maior aproveitamento dos passeios. Para os idosos de alta dependência, que não podem sair da instituição, foi montado um calendário diferenciado.

 

A assistente social da Fundação Doutor Thomas, Nadyanne Santos, destacou a importância dessas atividades na vida dos idosos institucionalizados. “O Museu do Índio foi o primeiro passeio do calendário desse ano. É de extrema importância a promoção de atividades externas para os idosos residentes, e preparamos anualmente passeios que despertem nos idosos o desejo de aproveitar o melhor da vida”, disse.

 

O trabalho desenvolvido pelo Programa de Longa Permanência (ILPI) vem trabalhando fortemente em ações que intensifiquem ou despertem nesse público o interesse de aproveitar melhor o tempo de permanência na instituição. As programações são  desenvolvidas para contribuir com o bem-estar físico e mental dos idosos, através de atividades socioeducativas, recreativas e de inclusão social.

 

Dona Dina Costa, 72, residente da FDT há um ano, afirma que foi um dos passeios mais marcantes que ela já participou. “Estou encantada, hoje tive a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a cultura indígena, além dos instrumentos musicais usados em seus rituais, tirei minhas dúvidas sobre a história da tribo Tukanos. Estou muito feliz e emocionada, com certeza foi um dia especial que ficará guardado em meu coração”, disse.

 

Para a diretora-presidente da Fundação Doutor Thomas, Martha Moutinho, essas atividades contribuem para que eles se sintam envolvidos com a própria instituição.  ”É muito gratificante ver o sorriso estampado em seus rostos. Foi uma manhã de diversão e cultura e isso nos motiva. Percebemos que com o descobrimento de novas experiências, os idosos retornaram do passeio mais alegres e dispostos para realizar as atividades dentro da instituição. Foi lindo“, destacou.

 

Programação dos idosos:

 

26/4 –  Museu do Índio

24/5 –  Museu da Cidade de Manaus

21/6 –  Studio Atelier Claudio Andrade

31/7 –  Museu da Amazônia

30/8 –  Ônibustur

27/9 –  Museu do Seringal

18/10 – Comunidade Indígena

29/11 – Povos da Amazônia

 

Texto: Thamiles Moutinho/FDT

Fotos: Marinho Ramos (Semcom) e Divulgação / FDT

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHskU5ZfcA

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse