Notícias

Idosos prestigiam 17ª edição do Parque na Roça

A alegria é uma das principais marcas dos grupos da terceira idade que frequentam o Parque Municipal do Idoso (PMI), na zona Centro-Sul. Nesta sexta-feira, 26/7, o espaço de convivência da terceira idade, da Prefeitura de Manaus, proporcionou a 17ª edição do “Parque na Roça”, festejo que leva cultura e diversão aos seus frequentadores.

 

26.07.19 Parque na Roça

Prestigiando o evento, a titular da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), Conceição Sampaio, destacou o cuidado que o Executivo municipal tem com toda a população, em especial, com o público idoso.

 

“Esse espaço é a maior demonstração da política municipal para a pessoa idosa, que é disponibilizado pela prefeitura. O prefeito Arthur Virgílio Neto tem essa preocupação de incluir cada vez mais a pessoa idosa, assim como todos os funcionários que cuidam tão bem das pessoas que têm esse local como seu refúgio de lazer. Isso é a prova de que o nosso prefeito está preparando Manaus para o futuro, cuidando dos nossos idosos”, salientou.

 

O evento contou com apresentações de danças folclóricas, quadrilha dos funcionários e dos idosos do parque do Idoso, dança cigana, boi-bumbá, carimbó, barracas com comidas típicas, música em ritmo de boi-bumbá e muito arrasta-pé, sob o comando do DJ Ery Castro.

 

Para a diretora-presidente da Fundação Doutor Thomas (FDT), Martha Moutinho, essa é uma das diversas atividades que fazem com que os idosos se mantenham em ação, dispostos e felizes.

 

“A gente percebe que essa festa no parque do Idoso vem conquistando às famílias e isso nos deixa completamente felizes e empenhados para celebrar todos os anos. Este ano, temos um projeto de integrar o público mais jovem com as pessoas mais idosas, então a gente fica feliz em ver a participação dessas pessoas com as atividades da terceira idade, porque gera qualidade de vida”, explicou.

 

A aposentada Maria da Conceição Santos, 80 anos, disse que o parque foi a melhor coisa que aconteceu na sua vida. “Logo que me aposentei, quase entro em depressão, mas assim que inaugurou esse local eu me matriculei e estou até hoje. Aqui é minha segunda casa”, revelou.

 

— — —

Fotos – Nathalie Brasil / Semcom

Disponíveis emhttps://flic.kr/s/aHsmFvZmbx

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse