Notícias

Hospital de campanha municipal ultrapassa 600 altas médicas

Dez pacientes receberam alta médica na tarde desta quarta-feira, 17/6, do hospital de campanha municipal, localizado no Lago Azul, zona Norte, chegando a 601 pacientes recuperados desde sua inauguração, no dia 13 de abril. A unidade hospitalar, administrada pela Prefeitura de Manaus, atualmente, conta com 21 pacientes internados, que deverão receber alta nos próximos dias.

 

Hospital de campanha municipal ultrapassa 600 altas médicas

 

“Como tenho dito, esse espaço entra para a história, de várias formas. Primeiro, por ser uma escola que virou um hospital de campanha em um dos momentos mais graves do mundo, quando se trata de questão sanitária. Segundo, que é a unidade de saúde que, sem dúvida, foi a que mais recuperou doentes da Covid-19. Terceiro, que desafogamos a saúde do Estado e cumprimos nossa missão”, disse o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, que já havia confirmado a desativação da unidade após a última alta.

 

A paciente de número 600, Maria do Perpétuo Socorro Lopes, 64, comemorou sua saída ao som de louvores e uma recepção calorosa de amigos e familiares. Funcionária pública, Socorro esteve internada no hospital por oito dias. Durante sua saída, a paciente agradeceu aos profissionais que a acompanharam durante seu tratamento contra a Covid-19.

 

“Eu agradeço primeiro a Deus por me dar essa nova oportunidade. Tudo é muito difícil. Quantos caíram nesse caminho e não tiveram essa oportunidade que eu estou tendo? Esse hospital não salvou apenas 600 pessoas, multipliquem por quantas famílias, pais e mães estão aqui. Todo mundo tinha medo de ir para outros hospitais, mas aqui fomos tratados com dignidade e esses anjos estavam diuturnamente a nossa disposição. Dinheiro no mundo não paga a vida”, celebrou a paciente.

 

Quem também retornou para sua família no dia de hoje foi Raimundo dos Santos Tenório, 48, internado desde o último dia 12. “Eu entrei sexta-feira no hospital, depois de procurar ajuda em outros locais. Mas foi aqui no hospital de campanha da prefeitura onde pude realizar meu tratamento. É uma emoção muito grande poder voltar para casa” comemorou.

 

O hospital de campanha municipal foi criado para desafogar o sistema estadual de saúde durante a pandemia da Covid-19. Todos os pacientes que ainda se encontram no hospital continuarão recebendo o tratamento normalmente e, após a última alta médica, o hospital de campanha, construído nos prédios de um Centro Integrado Municipal de Educação (Cime), deverá interromper suas atividades. A taxa de ocupação do hospital de campanha hoje é de 12%, de um total de 180 leitos ativos, entre enfermarias, semi-intensivas e UTI.

 

— — —

Texto – Mônica Figueiredo / HCM

Fotos – Ingrid Anne / HCM

 

Em anexo

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse