Notícias

Gestores de Assistência Social de municípios do AM conhecem trabalho das cozinhas comunitárias de Manaus

Gestores e técnicos da assistência social dos 61 municípios do interior do Amazonas tiveram a oportunidade de conhecer, nesta quinta-feira, 16, o Programa de Segurança Alimentar e Nutricional desenvolvido pela Prefeitura de Manaus na capital amazonense.

 

O trabalho foi apresentado pelo secretário municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), Elias Emanuel, durante almoço oferecido na Cozinha Comunitária da Colônia Antônio Aleixo, na zona Leste. O evento fez parte da programação do 3º Encontro Estadual de Gestores e Técnicos da Assistência Social, que teve início na última segunda-feira, 12, e encerra nesta sexta-feira, 17.

 

“As cozinhas comunitárias não têm apenas o papel de oferecer refeição gratuita para as pessoas em situação de vulnerabilidade. Temos também a função de fazer a integração e levar cidadania a essas pessoas. Fizemos questão de trazer todos os secretários para conhecerem esse trabalho do prefeito Arthur Virgílio Neto e levar essa fórmula para as suas cidades”, afirmou o secretário Elias Emanuel.

 

Ao todo, são seis Cozinhas Comunitárias instaladas em Manaus. Somente em 2016, foram mais de 156 mil refeições servidas aos usuários do serviço, que passam por um processo de cadastramento e devem, obrigatoriamente, ser residentes na comunidade onde está instalada a cozinha.

 

“Uma das metas da atual gestão é ampliar a oferta por meio do aumento do número de Cozinhas Comunitárias. Até o fim do mandato, o prefeito Arthur Virgílio deve inaugurar mais quatro unidades, sendo duas na zona Norte e outras duas na Leste”, declarou o secretário da Semmasdh.

 

Segundo a diretora do Fundo Nacional de Assistência Social, Dulcelena Martins, o trabalho desenvolvido em Manaus serve de referência para os municípios do interior do Amazonas.

 

“Um encontro como esse é muito importante, principalmente porque temos muitos gestores que estão começando o trabalho agora, com os novos prefeitos e ter um exemplo como esse é fundamental para que eles entendam a importância da segurança alimentar. Nós estamos passando pelas bases legais e fazendo uma reflexão sobre os acertos e erros, visando melhorar o serviço”, afirmou.

 

Técnica da Secretaria Municipal de Assistência Social de Parintins, Patrícia Pantoja disse que a experiência abre novas perspectivas para o que poderá ser implantado no município.

 

“Passamos por algumas dificuldades devido à mudança de gestão, mas a partir daqui vamos estudar as possibilidades para melhorar o que já é feito pela nossa prefeitura, lá em Parintins”, concluiu Patrícia.

 

Reportagem: Leonardo Fierro/Semmasdh

Fotos: Assessoria Semmasdh

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh): 3215-4616

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse