Notícias

Força-tarefa da prefeitura está nas ruas para minimizar prejuízos nas áreas afetadas pela chuva

A Prefeitura de Manaus está fazendo uma varredura na cidade e mobilizando todas as estruturas disponíveis para amenizar os danos dos moradores nas áreas mais prejudicadas pela chuva do último domingo, 22. Nesta segunda-feira, 23, o prefeito em exercício Marcos Rotta visitou os bairros de Petrópolis, na zona Sul, Riacho Doce e Terra Nova, na zona Norte, onde houve grandes prejuízos, inclusive desabrigados.

 

Rotta explicou que neste período de chuvas a prefeitura está em estado de alerta mobilizando todo o seu pessoal de emergência para atuar nas demandas. “Ontem à noite os secretários estavam nas ruas com suas equipes. Hoje, estamos aqui mais uma vez ouvindo as demandas dos afetados, dos moradores que convivem com essas problemáticas no dia a dia, ouvindo propostas, soluções”, disse.

 

A chuva de domingo foi de quase dez horas e se intensificou principalmente na zona Norte. No total, 60 ocorrências foram registradas pela central de emergência da Defesa Civil (199) até a madrugada desta segunda-feira, o que levou os agentes e as equipes da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) a se dividirem por toda a cidade.

 

Entre os chamados, por volta das 21h, uma moradora do bairro Nova Vitória, zona Leste, informou sobre o desabamento de uma casa na rua Vitória. Equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros foram até o local. Por conta da chuva intensa, o solo do barranco ficou instável e parte deslizou, atingindo a residência de madeira. Ninguém ficou ferido. A família foi abrigada em casa de vizinhos e nesta segunda-feira, 23, vai receber a visita de uma equipe da Semmasdh.

 

“Nós estamos sensibilizando os moradores destas áreas, explicado sobre o perigo de morar nelas. Estamos oferecendo o auxílio aluguel, mas sabemos que existem as raízes, que as pessoas têm toda uma vida nesses locais, as amizades. Então é difícil fazermos essa remoção. Por isso é necessário focarmos nessa política habitacional, trabalho que já começou com a entrega de mil moradias pelo prefeito Arthur em dezembro”, lembrou Rotta.

 

Além do Nova Vitória, foram registrados mais quatro desabamentos de casas no Riacho Doce, Santa Inês, São Jorge e Gilberto Mestrinho. Em todos os locais as famílias estão recebendo o atendimento da Semmasdh. Não houve registro de vítimas.

 

No total, a secretaria de Assistência Social cadastrou seis famílias para receberem o auxílio aluguel. São famílias do Riacho Doce e Petrópolis. Outras famílias estão em análise para o recebimento do benefício. Além do auxílio, a Semmasdh distribuiu cestas básicas, colchões e kits, contendo roupas, lençóis e calçados. Na tarde desta segunda-feira equipes do órgão ainda percorrerão os bairros Nova Vitória, Alfredo Nascimento e Jorge Teixeira.

 

Moradores também acionaram a Defesa Civil por conta de deslizamentos de barrancos, colocando em risco residências nos bairros Jorge Teixeira, Cidade Nova, Monte Sinai, Mauazinho, Alfredo Nascimento, Santa Inês e Nova Vitória. As famílias que estavam em casas com risco foram orientadas a sair do imóvel, até uma vistoria detalhada que será realizada no dia de hoje.

 

“A partir do momento que recebemos o alerta, todas as nossas equipes são acionadas para se deslocarem pelas zonas da cidade. Além da Semmasdh, as secretarias municipais de Infraestrutura (Seminf) e Limpeza Pública (Semulsp) também são parceiras do nosso trabalho, agindo de maneira integrada para solucionarmos, no menor tempo possível, as ocorrências”, explicou o secretário executivo da Defesa Civil, Cláudio Belém.

 

A Defesa Civil Municipal também foi acionada para 26 chamados por alagamentos no Jorge Teixeira,  Parque das Laranjeiras, Comunidade Nova Vitória, Colônia Santo Antônio, Comunidade Colônia Santo Antônio, Santa Etelvina, Amazonino Mendes,  Mundo Novo, Rio Piorini, Monte Sião, Cidade de Deus, Hileia, Novo Aleixo, Grande Vitória, São José e São Jorge.

 

Também foram registrados desabamentos de quatro muros. Entre eles, dois de escolas da rede municipal. Nesta segunda-feira, 23, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) deu início aos trabalhos de retirada de entulhos e reconstrução dos muros das Escolas Themistocles Gadelha no Jorge Teixeira, e Maria Auxiliadora Azevedo, no João Paulo 2. A ação está sendo realizada em parceria com a Seminf e empresas de manutenção escolar que prestam serviço para a secretaria.

 

“A Semed atuou na hora do sinistro. Viemos para área ontem (domingo) e verificamos que os danos foram somente materiais. As equipes já estão trabalhando e temos certeza que conseguiremos evitar outros sinistros desta natureza com essas chuvas”, afirmou a secretária Kátia Schweickardt, explicando que o ano letivo não será afetado devido ao ocorrido.

 

Na Themistocles Gadelha o muro lateral, que fica no refeitório, desabou. A diretora da unidade de ensino, Daniele Viviane dos Santos, informou que os procedimentos de matrícula e entrega de documentos dos estudantes está suspenso nesta segunda-feira, pare que seja feita a limpeza no local, mas voltará à normalidade na terça, 24. “Hoje nós estamos fazendo a limpeza da escola e o levantamento do que foi danificado pela chuva, mas acredito que amanhã já estejamos atendendo novamente os pais”, disse. O Centro de Operação de Segurança Escolar (Cose) fez a guarda da escola durante toda a noite.

 

A queda do muro da Escola Municipal Maria Auxiliadora Azevedo atingiu o terreno da Unidade Básica de Saúde José Avelino, localizada ao lado. No local, equipes da Semed e Seminf também já estão trabalhando para a reconstrução da parte afetada.

 

Árvores tombaram

 

Equipes de poda e remoção mecanizada da prefeitura atuaram na retirada de três árvores que tombaram durante a chuva. Segundo a Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), as três ocorrências foram registradas no final da tarde de domingo e começaram a ser atendidas imediatamente.

 

“Nesses casos, primeiro as equipes de poda vão ao local para cortar a árvore e tentar liberar a via para não prejudicar a passagem. Depois o material é removido para o Aterro Sanitário de Manaus. Essa poda vai direto para a produção de compostagem para virar adubo, que será usado no trabalho de jardinagem da prefeitura”, explicou José Rebouças, subsecretário Operacional da Semulsp.

 

Os locais onde foram registrados os tombamentos são na rua Dom João, Vila dos Reis (Parque 10, zona Centro-Sul); avenida Camapuã (Cidade Nova, Zona Norte) e estrada da Colônia Japonesa (zona Centro-Sul). O trabalho já foi concluído nas três áreas.

 

FOTOS

Prefeito: Alex Pazuello – https://flic.kr/s/aHskMF24Tx

Nova Vitória: Altemar Alcântara – https://flic.kr/s/aHskQ6kMTC

Drenagem: Alexandre Fonseca – https://flic.kr/s/aHskT3CDny

Escolas: Lton Santos – https://flic.kr/s/aHskT3GaVS

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse