Notícias

Preservação e turismo são destaque nas comemorações de aniversário da RDS do Tupé

A comunidade Julião, uma das seis que integram a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé, na zona rural da capital, encerrou neste domingo, 25/8, a programação do II Festival do Sauim, comemorando os 14 anos de criação da unidade de conservação e realizando uma atividade de roteiro em trilha acompanhada pelos participantes do curso de capacitação turística, oferecido aos moradores da RDS pela Prefeitura de Manaus.

 

Festival do Sauim comemora aniversário da RDS do Tupé

 

O curso foi realizado pela Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), vinculada à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), em parceria com a Secretaria Municipal Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), gestora da reserva.

 

O potencial turístico da RDS foi um dos pontos principais abordados durante o roteiro. “A Prefeitura de Manaus tem feito um esforço muito grande para tentar tirar o sauim da extinção e é nas áreas rurais onde estão os grandes territórios que podem garantir que a espécie tenha continuidade. Acreditamos que esse esforço coletivo, mais a junção da comunidade podem reverter o processo de extinção do animal”, explicou o diretor de Mudanças Climáticas e Áreas Protegidas da Semmas, Marcio Bentes. Segundo ele,  as iniciativas do turismo de base comunitária devem partir dos próprios moradores da reserva.

 

Estratégia

A comunidade Julião é conhecida por abrigar grupos de sauins-de-coleira e realizar um festival em homenagem à espécie ajuda na estratégia de conectar o turismo de base comunitária à preservação.

 

“Estamos apostando que vai dar certo, porque o trabalho de gestão da reserva, feito pela Prefeitura de Manaus, por meio da Semmas, é importante mas precisa muito do engajamento das populações tradicionais”, afirmou Bentes.

 

A turismóloga Ruth Souza é responsável pelo desenvolvimento de um projeto de revitalização do roteiro Tukorin, que explora o potencial turístico da reserva do ponto de vista ambiental e da preservação da fauna e flora, reafirma a importância do resgate de um novo tipo de turismo. “Nossa intenção é tirar um pouco o foco da praia e trazer o visitante para dentro da comunidade, conhecer seus hábitos e costumes, além de trabalhar a questão ambiental”, afirmou Ruth.

 

O analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), do Maranhão, Marcelo Derzi Vidal, participou da capacitação como convidado e destacou a importância do conhecimento tradicional para os condutores nas trilhas. “É importante que todos tenham conhecimento acerca da fauna e flora do local e que as informações não fiquem concentradas apenas em uma pessoa”, observou.

 

Detalhes como kits de primeiros socorros, vestimentas e calçados adequados para caminhar na floresta e os cuidados a serem tomados ao se avistar animais na trilha foram abordados.  A programação foi encerrada com o corte do bolo de aniversário da RDS do Tupé, na sede da Associação dos Moradores da Comunidade Julião.

 

Criação

Visando a proteção ambiental da região do lago do Tupé, o poder Público Municipal, em 1990, declarou a praia do Tupé como Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie), conforme a Lei Orgânica do Município de Manaus (Loman). Ainda em 1990, pela Lei Municipal nº 321, assinada pelo então prefeito Arthur Virgílio Neto, toda a área hoje abrangida pela Reserva foi declarada como Unidade Ambiental do Tupé (UNA Tupé).

 

O reconhecimento como RDS veio em 2005, quando a área passou a integrar o grupo de Unidades de Conservação Municipais. A reserva abrange uma área de 11.973 hectares, e está localizada a 25 quilômetros de Manaus. É composta pelas comunidades Livramento, Julião, São João do Tupé, Agrovila, Colônia Central e Tatu.

 

A crescente atratividade turística do Tupé motivou a instalação de um grupo gerador com a finalidade de atender a demanda de energia do centro de atendimento ao turista na comunidade São João, por meio de uma parceria entre a Semmas e o Programa de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Socioambiental de Manaus (Prourbis). O gerador também promoveu melhorias sociais aos moradores. A comunidade São João do Tupé foi agraciada com a instalação de uma academia ao ar livre e iluminação a LED.

 

Foto – Divulgação / Semmas

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse