Notícias

Escolas particulares recebem orientação sobre o Programa Bolsa Família

Representantes de escolas particulares de Manaus que têm alunos beneficiários do Programa Bolsa Família participaram, na manhã desta quinta-feira, 19, de reunião promovida pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). O encontro teve o intuito de orientar as unidades privadas sobre o preenchimento das frequências, o processo de transferência de estudantes e apresentar o funcionamento do programa.

 

A Semed é o órgão responsável pelo acompanhamento da condicionalidade da educação do Programa Bolsa Família em Manaus. Este ano, a capital do Amazonas está com cerca de cinco mil alunos beneficiários do Bolsa Família que estudam em 195 unidades de ensino privadas. Para que o benefício seja mantido, é necessário que os estudantes de 6 a 15 anos tenham frequência escolar mínima de 85%, e os jovens de 16 e 17 anos deverão estar presente em 75% das aulas por bimestre.

 

A coordenadora da Condicionalidade da Educação do Bolsa Família em Manaus, Welciane Jacintho, disse que o evento serviu para fortalecer a relação institucional com as escolas particulares e tirar as dúvidas acerca do Sistema Presença, do Ministério da Educação (MEC). Ela destacou, ainda, que o programa possui três eixos, que são saúde, educação e assistência social, e cabe à Semed a parte educacional com o acompanhamento da frequência do aluno nas unidades de ensino.

 

“Em 2016, fizemos visitas em todas as escolas particulares e detectamos que algumas faziam a inserção errada das informações. Resolvemos trazê-las até nós para fortalecer esse vínculo e auxiliá-las, já que é um dever da escola dar essa informação para o MEC”, explicou.

 

A subsecretária de Gestão Educacional da Semed, Euzeni Trajano, informou que o Programa Bolsa Família tem ajudado no combate à evasão escolar e lembrou que a frequência é essencial para o processo de aprendizagem dos estudantes.

 

“Nós, como educadores, temos uma grande missão e essa missão é proporcionar conhecimento, pois ele transforma e salva vidas. O monitoramento da frequência não é para punir, mas para fazer com que de fato a educação dessas pessoas que recebem o benefício aconteça de forma integral”, destacou.

 

Dúvidas sanadas

Para a secretária do Instituto Adventista de Manaus, Denise Lopes, o evento serviu para sanar dúvidas acerca da transferência de alunos. Na unidade de ensino dela, há mais de 70 alunos beneficiários do Bolsa Família.

 

“Há seis anos trabalho com as informações do Bolsa Família, mas nunca participei de uma reunião como essa. Eles passaram o que temos que fazer. A atividade mostrou a importância do acompanhamento da frequência, para que as estatísticas sejam verídicas”, disse.

 

Relatório de frequência

A Semed realiza, diariamente, o monitoramento do Sistema Presença e, mensalmente, avalia o relatório de frequência das escolas. São realizadas também visitas às unidades de ensino para comparar as informações abastecidas no sistema com o diário de classe.

 

Atualmente, a Semed realiza o controle e monitoramento de frequência escolar de 193.095 alunos de 6 a 17 anos, de 797 escolas, sendo 195 particulares, quatro federais, 370 municipais e 228 escolas estaduais.

 

Texto: Thiago Botelho

Fotos: Cleomir Santos/ Semed

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Educação (Semed): 92 3632-2054

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse